Noel Gallagher lança com a participação de Johnny Marr, single, “Pretty boy”.

Compartilhe

“Pretty boy”, vai fazer parte do novo álbum de Noel Gallagher.

Por Sandro Abecassis

Os irmãos Gallagher, Noel e Liam, antagônicos e simétricos ao mesmo tempo, tiraram o fim do ano para “salvar” o que ainda resta do rock and roll. 

Noel Gallagher, liberou para as plataformas de streaming no final de outubro a faixa, “Pretty boy”, da sua banda, “High Flying Birds”. A música tem a participação de um dos ídolos do cantor, o ex-The Smiths, Johnny Marr na guitarra. O músico postou no seu facebook oficial os bastidores das gravações de, “Pretty Boy”, onde ele e o ex-the Smiths aparecem conversando sobre a estrutura da música e gravações.

A canção traz batidas eletrônicas, sintetizadores, vocais intensos e vorazes com uma letra sobre libertação, junto com a harmonia da guitarra de Marr. O videoclipe de “Pretty boy”, mostra os bastidores de Drag queens antes de apresentarem seu show

Veja e ouça, “Pretty boy”, aqui:

Sobre o single, “Pretty boy”, Noel declarou: “Para este novo álbum, foi a primeira coisa que escrevi, a primeira coisa que fiz demo e a primeira coisa que terminei, então é justo que seja a primeira coisa que as pessoas ouvirão. Um grande grito para o meu principal homem, Johnny Marr, por levá-lo a algum lugar especial”.

O site de Noel Gallagher já anuncia para 28 de Julho de 2023, um concerto no South Facing Festival, no Crystal Palace em Londres, em uma apresentação que vai contar com a presença de Johnny Marr no lançamento do novo álbum.

Liam no Brasil.

Pode ser uma imagem em preto e branco de 1 pessoa, tocando um instrumento musical e área interna
Liam no rio. Foto Diego Castanho.

Já do outro lado do Atlântico, Liam, que se apresentou no Brasil, no último dia 16 de novembro, no Rio de janeiro,levando para os fãs um show apoteótico, tocando clássicos do Oasis, como por exemplo, “Morning Glory”, “Rock and roll Star”, “Stand by me”, “Some might say”, e “Wonderwall”, dedicando esta última “ao maior jogador do mundo, Zico”. conforme Liam falou para a plateia.

No entanto, mesmo com a frieza e pouca interação com o público, Liam compensou a falta de empatia com a banda afiadíssima. Uma noite de um clássico atrás do outro, sem perder a pegada e força do rock.

Por fim, seria o conflito entre os irmãos Noel e Liam, uma das suas fontes de inspiração criativa? Por outro lado, não vamos esquecer as tretas de Johnny Marr e Morrissey, que aliás. Moz, nada declarou após o lançamento da faixa, “Strong forever”, dos velhos companheiros de banda, Andy Rourke e Marr. 

 

Sandro Abecassis

Publicitário, radialista, pós graduado em educação inclusiva e gestão executiva de projetos.

WhatsApp chat