Corpo em Trânsito: conheça o vencedor do Prêmio AF de Arte Contemporânea 2022

Maurício Igor é o artista vencedor da 9ª edição do Prêmio AF de Arte Contemporânea, premiação mais importantes do circuito de artes de SC

Com olhar voltado para questões de identidades em temas como gênero, sexualidade, miscigenação, decolonialidade e o cotidiano, o artista Mauricio Igor é o grande vencedor da 9ª edição do Prêmio AF de Arte Contemporânea. O anúncio foi na última quarta (30), na abertura da exposição oficial com os três finalistas da premiação —  Bill Or (Itajaí), Mauricio Igor (Florianópolis) e Lucas Pereira Elias (Sombrio) — no Espaço Lindolf Bell, no Centro Integrado de Cultura (CIC), na Capital. Como prêmio, Igor fará uma residência artística de três meses na Cité Internationale des Arts, em Paris. A mostra com obras dos selecionados segue aberta para visitação até 15 de janeiro de 2023.

Mauricio Igor , Bill Or e Lucas Elias – Finalistas da edição 2022 do Prêmio AF – Crédito Eduardo Duks

O trânsito entre a região amazônica — Maurício Igor é natural do Pará — com o resto do país e com outros lugares do mundo aparece com bastante intensidade no trabalho do artista, que se desdobra em mídias como fotografias, vídeos, objetos, performances, textos e instalações. 

Exopsição dos fianlistas do Prêmio AF 2022 – Obra de Bill Or Crédito Eduardo Duks

Licenciado em Artes Visuais pela Universidade Federal do Pará, teve passagem pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (Portugal) e atualmente é mestrando na Udesc. Igor vem se dedicando a uma pesquisa acerca das poéticas sobre o corpo afro-amazônico em deslocamento, como o corpo sente e é sentido, como afeta e é afetado. Esses processos se desdobram em diferentes mídias, como fotografias, vídeos, objetos, performances, textos e instalações. 

Apesar de jovem, já participou de exposições e premiações importantes, como com o XVI Prêmio Funarte Marc Ferrez de Fotografia, da Fundação Nacional de Artes; Prêmio Rede Virtual de Arte e Cultura, da Fundação Cultural do Estado do Pará; e o 15º Salão de Artes de Itajaí, da Fundação Cultural de Itajaí, SC;  entre outros.

Obras da nova geração de artistas em exposição no CIC

VENCEDOR Obra de Mauricio Igor Vencedor do Prêmio AF 2022 – Crédito Eduardo Duks_2

Em 2022, o Prêmio AF de Arte Contemporânea teve uma das seleções mais interessantes dos últimos anos. Os três finalistas  são artistas jovens, todos com menos de 30 anos mas com uma trajetória já muitíssimo consistente. 

A exposição segue aberta ao público até 15 de janeiro no Espaço Lindolf Bell, no CIC.  As  obras selecionadas para a exposição transitam entre mídias, com desenhos e instalações, imagem e áudio, trabalho final e processo. 

Residência em Paris

Além da mostra coletiva no CIC, os três artistas finalistas ganharam uma bolsa de estudos para cursar dois semestres de francês na Aliança Francesa Florianópolis. O grande vencedor, Maurício Igor, participará de uma residência artística na Cité Internationale des Arts, em Paris, por três meses, com passagens e estadia pagas, além de ajuda de custo. Inaugurada em 1965, a Cité é uma instituição reconhecida mundialmente por ser uma residência-ateliê para artistas de todas as especialidades e nacionalidades.

Exopsição dos fianlistas do Prêmio AF 2022 – Crédito Eduardo Duks

O Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea 2022 tem patrocínio da ENGIE. Apoio do Consulado da França em São Paulo, do Institut Français e da Fundação Catarinense de Cultura. A produção é Marte Cultural. Realização da Aliança Francesa de Florianópolis. 

Então, agende:

9º Prêmio AF de Arte Contemporânea
Visitação: 30/11/2022 a 15/1/2023, de terça a domingo, das 10h às 21h
Quanto: gratuito
Por fim, a classificação Indicativa é livre