Prefeitos formam consórcio para aquisição de vacina contra COVID-19

Compartilhe

Consórcio de vacinas. 

Um encontro na tarde desta segunda-feira, 1º de março, entre prefeitos das maiores cidades brasileiras, promovido pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), definiu a criação de um Consórcio Municipal Nacional para comprar vacinas contra a Covid-19. A intenção é juntar força e aumentar poder de negociação com laboratórios.

Sendo assim, grandes cidades brasileiras, entre elas Florianópolis, tentam fazer compras de doses de vacina diretamente com laboratórios para acelerar o plano de imunização municipal. Recentemente, em resposta à Capital Catarinense, a farmacêutica Pfizer disse que só iria negociar com o Governo Federal neste momento.

Os prefeitos creem que com um grande consórcio nacional, buscando milhões de doses, a chance de compra direta passa ser mais concreta e eficaz

“Uma compra coletiva, envolvendo todo o país, traz mais poder de negociação para as prefeituras e até mesmo mais segurança jurídica. É a certeza de que não haverá leilão de preços diferentes entre cidades”, disse o prefeito Gean Loureiro.

A Prefeitura de Florianópolis vai entrar, nos próximos dias, com um projeto de lei em caráter de urgência, pedindo autorização legislativa para entrar no consórcio nacional. A princípio, a FNP contempla 412 municípios com mais de 80 mil habitantes. Por fim, já são 15 as capitais que tem interesse no consórcio.

O grupo inclui capitais como Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Salvador (BA), Porto Alegre (RS), Cuiabá (MT), Porto Velho (RO), Manaus (AM), Campo Grande (MS) e Aracaju (SE), além de cidades como Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), bem como, Petrolina (BA).

WhatsApp chat