Paramore no Brasil: o que esperar do Setlist?

Paramore desembarca no Brasil para três shows.

Por Sandro Abecassis

A banda de rock alternativo Paramore está de volta ao Brasil com sua turnê do álbum “This is Why”, o primeiro lançamento do grupo em cinco anos. O show acontecerá nesta quinta-feira (9) no Qualistage, no Rio de Janeiro, e no Centro Esportivo Tietê, em São Paulo, no sábado e no domingo, respectivamente.

Contudo, não há mais ingressos para o show de São Paulo.

O que esperar do setlist?

Embora o setlist possa variar, a banda tem mantido uma estrutura consistente nesta turnê. O show começa com “Your first”, uma música do novo álbum que traz de volta o som característico do Paramore, com um riff de guitarra que lembra o álbum “Riot!” de 2007. A vocalista Hayley Williams canta com um tom mais gritado e sem muita variação, enquanto a letra fala sobre ficar com raiva de alguém e depois entender o ponto de vista da outra pessoa.

A faixa-título do novo álbum, “This is Why”, é a música que encerra o show. No entanto, a banda toca cerca de quatro ou cinco novas músicas e deixa o restante do setlist para as canções favoritas dos fãs, como “That’s What You Get”, “Decode” e “Misery Business”, que são tocadas no bis do show e às vezes contam com a participação de alguns fãs no palco.

Ouça aqui, “This is Why”:

Surpresas no setlist

Duas músicas do álbum “After Laughter” (2017) ganharam versões especiais nesta turnê. “Hard Times” deve ter um trecho de “Heart of Glass”, do Blondie. Enquanto “Rose-Colored Boy” pode ter um pedaço de “I Wanna Dance with Somebody”, famosa na voz da Whitney Houston.

Guns N´ Roses, R.E.M, Pearl Jam e Blind Melon. Saiba o significado de suas músicas clássicas

A volta ao trabalho de Hayley Williams

Hayley Williams, a vocalista do Paramore, tem escrito letras sobre sua desilusão com o mundo há pelo menos dez anos. Cantar sobre tempos difíceis com um toque de falsa alegria se tornou uma marca registrada dela. Diagnosticada com depressão, Hayley usa suas letras para expressar seu ponto de vista um tanto pessimista da vida. No entanto, colegas da banda a convenceram a a voltar a se apresentar ao vivo para que use a música como forma de expressão.