Baterista do Kiss, Eric Carr, tem sua história revelada em nova biografia

Para os fãs de Kiss, a espera finalmente chegou. A biografia definitiva de Eric Carr, o baterista da banda conhecido como “The Fox”, está finalmente disponível. “Eric Carr: A Biografia”, escrita por Greg Pratto, é uma história oral rica em detalhes, composta por entrevistas inéditas e revelações sobre o Kiss da década de 1980.

A obra traz depoimentos importantes de figuras que fizeram história na vida do Kiss, como por exemplo, Michael James Jackson e Ron Nevison. Além disso, familiares como sua irmã Loretta Caravello, sua namorada Carrie Stevens e amigos da cena musical, como Eddie Trunk, Mike Portnoy do Dream Theater e Charlie Benante do Anthrax, contam detalhes inéditos da vida do baterista do Kiss. 

Um dos trechos do livro relata que Eric Carr não gostou da versão que Paul Stanley deu para sua canção, “All Hell ‘s Breakin’ Loose”. Pesente no álbum “Lick It Up”, de 1983, que marca a primeira aparição do Kiss sem maquiagem, Eric esperava que Paul Stanley desse uma cara de “Kashimir” do Led Zeppelin para a música, o que não aconteceu. O guitarrista do Kiss resolveu dar um tom meio rapper a faixa. Veja: 

O livro também aborda o diagnóstico repentino e raro de câncer no coração em Eric Carr no começo dos anos 90. A doença mesmo no começo começou a ser tratada, no entanto, as células cancerígenas acabaram se espalhando e chegando ao cérebro. Eric morreu de um aneurisma em 24 de novembro de 1991.

Por fim, para quem gosta de uma excelente livro de rock, “Eric Carr: A Biografia” da editora Belas letras é indispensável. O livro já está disponível na Amazon.com