A última história de amor de Franz Kafka vai virar filme

A última história de amor de Franz Kafka será contada no filme, “A glória da Vida”. 

O último amor de Franz Kafka, o célebre autor tcheco de “Metamorfose”, será retratado no drama romântico “A Glória da Vida”

A produção está em fase de filmagens com direção de Georg Maas (“Two Lives”). A trama é inspirada na história de amor entre Kafka e Dora Diamant.

Kafka e Diamant se conheceram em 1923 na costa do Mar Báltico, um ano antes de o autor morrer de tuberculose. Diamant, que trabalhava em uma comunidade judaica, levou Kafka para Berlim e, como a saúde de Kafka piorou rapidamente, eles viajaram juntos para um sanatório na Áustria.

Mai.2023 Berlin Dora (Henriette Confurius ) Franz Kafka ( Sabin Tambrea ) Regie Georg Maas / Kamera Judith Kaufmann Im Sommer 1923 treffen am Ostseestrand zwei ungleiche Menschen aufeinander.  Dora ist braungebrannt und barfu§, Franz trŠgt zu jeder Zeit einen Anzug und elegante Schuhe.  Aus der Begegnung entsteht eine Liebe, die sich Ÿber Franz Kafkas letztes Lebensjahr zieht und in der beide ihr GlŸck finden.

O amor entre os dois foi curto e a primeira vista. Franz Kafka morreu nos braços de Dora em 3 de junho de 1924. Dora queimou alguns escritos a pedido do autor enquanto ele ainda estava vivo e sob o seu olhar.

No entanto, ela desobedeceu o pedido pós-morte para a destruição de seus cadernos e os guardou para si.

Contudo, estes materiais foram roubados nos anos seguintes e até hoje seguem “perdidos”.

Dora conseguiu fugir da invasão nazista se refugiando na União Soviética e depois na Inglaterra. Ela escreveu artigos para jornais durante os anos 40 e morreu de insuficiência renal em 1952. 

Por fim, o filme é estrelado por Henriette Confurius (“Transatlantic”) e Sabin Tambrea (“Ludwig II”).