The Rolling Stones: Jumpin`Jack Flash, afinal, quem foi o tal Jack?

Compartilhe

Jumpin`Jack Flash, conheça a história dos hit dos Stones que superou Satisfaction

Por Sandro Abecassis

Em maio de 1968 Os Rolling Stones lançavam, o single “Jumpin´ Jack Flash” com lado B para “Child Of The Moon”. Mas afinal, quem foi este personagem criado por Jagger e Richards?

Na realidade o personagem da música é uma mistura mítica de realidade e um realismo fantástico.

O próprio Keith Richards conta em sua biografia “Vida”, que o esboço da música começou em uma noite regrada a muito álcool, em uma mansão onde os Stones passavam a noite. 

Portanto, em um determinado momento, já quase de manhã, Mick Jagger começou a ouvir passos e questionou a Richards se ele também estava ouvindo. Keith respondeu que sim, que era o “Jack Jumpin”, (algo como Jack pulando), o jardineiro da mansão, chamado Jack Dyer. 

Jack Dyer fotografado por keith Richards.

A partir daí, através de um jogo de palavras virou “Jumpin´Jack Flash”. 

Stones: com rumores de shows no Brasil, conheça algumas loucuras de Keith Richards

“Jumpin` autobiográfico.

A letra de “Jumpin´Jack Flash”, se analisada, tem um tema levado para o autobiográfico, logo na primeira frase, como:

“eu nasci … em um furação de fogo cruzado”. Richards usa uma metáfora para representar as adversidades, e ao mesmo um fato real, afinal o músico nasceu em 18 de dezembro de 1943, quando a Inglaterra sofria pelos bombardeios dos alemães na 2ª guerra.

A letra faz referência a vários fatos, a perseguição policial no final de 1967, que levou Mick Jagger preso por posse de drogas. O foco da mídia em insistir ainda somente em “Satisfaction”, sendo que a banda já havia lançado vários outros discos e músicas. 

Fui criado por uma bruxa barbuda e desdentada. Eu fui educado com uma cinta nas minhas costas. Mas está tudo bem agora, na verdade é um gás” ou “Eu me afoguei, fui lavado e deixado para morrer. Eu caí de pé e vi que eles sangraram. Eu fiz uma careta para as migalhas de uma crosta de pão”. Conforme diz a letra.

The Rolling Stones: "Jumpin`Jack Flash"afinal, quem foi o tal Jack?

Outro, Fato, Jagger, Richards e Marianne Faithful visitaram o Brasil em janeiro de 1968.

Mick e Marianne visitaram Salvador, e conheceram de perto o multiculturalismo, principalmente na religião com o catolicismo e ao religiões africanas.

Além disso, em São Paulo frequentaram uma casa de Umbanda, e ainda foram para o Rio de Janeiro, na região de Búzios. 

Esta experiência serviu como influência para Jagger e Richards comporem músicas com “Sympathy For The Devil”, os tambores da umbanda brasileira virou inspiração para os batuques na música.  Além disso, o folk “Honk Tonk Woman”, nasceu em uma fazenda no Rio de janeiro. 

The Rolling Stones: “Satisfaction”, o hit que fez a banda conquistar os Estados Unidos.

Curiosidade

No entanto, agora aqui vai uma curiosidade que pouca gente sabe.

Em entrevista a John Peel na BBC 1, Brian Jones afirmou: “Jumpin´ Jack Flash é a mesma pegada de “Satisfaction” é a música ao contrário“. Ou seja, a banda quis dizer que fariam algo diferente, mesmo em cima de uma composição já criada.

Por fim, talvez uma provocação para pararem de encher o saco com o hit de 65, “I can´t get no…”

“Jumpin” superou “Satisfaction” como hit dos Stones

Então, fique com “Jumpin` Jack Flash”:

Siga a Nave Criativa no Google Notícias e fique por dentro do mundo rock e cinema.