Polícia civil faz operação contra organização criminosa em SC.

Compartilhe

A Polícia Civil de Santa Catarina deflagrou na manhã desta quinta-feira (05) a Operação “Mecanismo Verde”.

Sendo assim, serão cumpridos 35 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça em Florianópolis, Balneário Camboriú (01), São José e em Londrina (02), no Paraná.

A ação é da Delegacia de Repressão a Crimes Ambientais (DRCA) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC).

Trata-se de investigação para apurar a atuação de organização criminosa envolvendo em tese construtores civis, agentes políticos e servidores públicos municipais da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Planejamento e Desenvolvimento Urbano (SMDU), da Secretaria Municipal da Fazenda e da Fundação Municipal do Meio Ambiente (FLORAM).

Os envolvidos são suspeitos de articular mecanismo de corrupção para viabilizar as construções irregulares e ocupação desordenada do solo urbano em Florianópolis.

A investigação começou em 2019. Os crimes investigados são organização criminosa, corrupção, crimes ambientais, parcelamento irregular do solo urbano, além de crimes contra a economia popular e outros.

A Capital do Estado tem um histórico de construção de loteamentos irregulares e de exploração imobiliária irregular, assim sustentada por supostas fraudes e suspeitas de corrupção nas atividades investigadas.

Essa atuação ilegal, além de acarretar sérios danos ao meio ambiente, proporciona um crescimento desordenado e um prejuízo à sociedade. Dentre as consequências estão, bolsões de pobreza, ausência de saneamento básico e aumento da criminalidade. 

Além disso, quem compra imóveis irregulares tem a falsa promessa de futura regularização através de corretores e construtores, em servidões muitas vezes sequer reconhecidas.

Por fim, participam da operação 120 policiais civis da DEIC, de Balneário Camboriú, além da Grande Florianópolis, bem como policiais civis da PC-PR de Londrina.

WhatsApp chat