Leonardo Di Caprio vai interpretar Frank Sinatra no cinema.

Ator vai novamente trabalhar com o diretor Martin Scorsese desta vez na produção sobre a vida de Frank Sinatra

Leonardo DiCaprio está pronto para se reunir, mais uma vez, com o diretor Martin Scorsese, desta vez para interpretar Frank Sinatra na cinebiografia do cantor. De acordo com informações da Variety, DiCaprio é o favorito para liderar o elenco, com Jennifer Lawrence (Jogos Vorazes) potencialmente interpretando Ava Gardner, segunda esposa de Sinatra.

No entanto, a produção da cinebiografia enfrenta um obstáculo significativo antes de iniciar as filmagens: os direitos sobre o catálogo musical de Sinatra estão sob controle de sua filha, Tina Sinatra, que ainda não concedeu autorização para o uso das canções no filme.

Leonardo Di Caprio vai interpretar Frank Sinatra no cinema.
Leonardo Di Caprio. Getty Images

A colaboração mais recente entre DiCaprio e Scorsese foi em “Assassinos da Lua das Flores”, que recebeu dez indicações ao Oscar. Baseado no livro de David Grann, o filme se passa em Oklahoma durante os anos 1920 e aborda os assassinatos em série de membros da tribo indígena Osage, ocorridos durante a corrida pelo petróleo na região.

Sobre Frank Sinatra

Leonardo Di Caprio vai interpretar Frank Sinatra no cinema.
Frank Sinatra. @warner

Frank Sinatra foi um dos cantores mais influentes do século XX. Nascido em 1915 em Hoboken, Nova Jersey, ele alcançou fama como cantor de jazz e pop durante a Era do Swing. Conhecido por sua voz única e estilo de interpretação inconfundível, Sinatra tornou-se um dos artistas mais vendidos de todos os tempos. Eternizado em canções, como, “My Way”, “Fly Me to the Moon”, “New York, New York”, “Strangers in the Night”e tantas outras.

Sinatra ainda atuou no cinema, em produções como, “A um Passo da Eternidade” de 1953, onde ganhou um Oscar como melhor ator coadjuvante. Assim como, “11 homens e um segredo”, “O Expresso de Von Ryan”, e mais uma dezenas de filmes.

Frank Sinatra se apresentou no Maracanã, no Brasil em 26 de janeiro de 1981, reunindo um público de 175 mil pessoas. Por fim, o cantor morreu em 14 de Maio de 1998 em decorrência de um ataque cardíaco.