Led Zeppelin: “In Through the Out Door”, o último disco. Seis capas sob diferentes óticas.

In Through the Out Door, é um álbum com experimentações eletrônicas e com uma das melhores capas, ou melhor, seis capas do Led Zeppelin.

Por Sandro Abecassis

Lançado em 15 de agosto de 1979, In Through the Out Door, é oficialmente o último disco do Led Zeppelin.

As gravações do álbum aconteceram até novembro de 1978, o disco tem uma sonoridade diferente, com a produção mais focada em John Paul Jones e Robert Plant. Incorporando teclados e sintetizadores nas faixas. 

O fato é que Jimmy Page estava se afundando com o vício em heroína e Bonham lutava no alcoolismo. Os fãs se dividiram entre gostar ou não, aliás, aquele período da chegada da new wave trouxe algumas influências para outros gêneros do rock.

 

A balada pop e radiofônica, “All My Love”, que Plant compôs em homenagem ao seu filho Karac, morto anos antes, alcançou o topo das paradas britânicas e virou hit mundial.

A abertura do álbum, em “In The Evening”, com seus sintetizadores, e a guitarra de Page subindo para que Plant entre com seu vocal alto e cheio de efeitos, mostram como será o álbum.

In Through the Out Door, traz uma essência do Led, flertando com a modernidade da década de seguinte. Portanto, o disco vai das paradinhas eletrônicas, ao folk/country e hard rock, como em “South Bound Suarez” e “Hot Dog”. 

A saga do Led em uma música

“Carouselambra”, faixa com 10 minutos, o Led segue uma linha que iria dar o tom em grandes bandas de rock dos 80, como o próprio Van Halen e Gênesis, abusando dos teclados em compasso com a bateria.

Contudo, Plant se arrepende de “Carouselambra”, e diz que teria feito diferente, “Teria feito de outra forma. Mas toda história do Led Zeppelin está nessa letra”. 

As mudanças durante a música, e as metáforas nas letras refletem isso, afinal, a banda estava se recompondo de anos bem difíceis, com mortes de amigos, acidentes, e a perda do filho de Robert. Sem falar na condição errática de Page e Bonham naquele momento. Confira parte dos versos da letra:

Where was your helping, where was your bow? Bow. (Onde estava sua amiga, onde estava o seu arco? Bow.)

Dull is the armour, cold is the day. (Dull é a armadura, o frio é o dia.)

Hard was the journey, dark was the way. Way. (difícil foi a viagem, escuro era o caminho. Caminho)

I heard the word; I couldn’t stay. (Oh.Eu ouvi a palavra, eu não podia ficar. Oh.

I couldn’t stand it another day, another day, (Eu não poderia suportar isso outro dia, outro dia)

Another day, another day (Outro dia, outro dia)

As capas

Um outro aspecto curioso do disco são as capas criadas pelo grupo de designs Hipgnosis. No total, seis diferentes, na época o vinil vinha com uma capa tipo como papel de pão fosco, então, o fã que comprasse não saberia qual tipo de capa interna viria. E ainda mais, havia a lenda que se caísse água neste papel revelaria um segredo.

O cenário remetia ao tradicional bar de Nova Orleans, Old Absinthe House, que funciona desde 1807. Dessa forma, com um cenário típico de bar.

Sendo assim, na primeira capa, a visão é do homem da porta do bar olhando o cliente sentado no balcão, o barman e a mulher cantando ao fundo junto com o pianista.

A segunda é a ótica do Pianista que olha para trás e vê uma cadeira caída, as pernas da cantora, o cliente, o barman e o homem na porta e uma mulher sob uma luz. 

A terceira, a visão da cantora do balcão com o cliente, barman, a mulher sob a luz, e o homem na porta.Na quarta visão, o olhar é do barman, para o cliente, e ao fundo uma mulher ao lado de uma jukebox

A quinta visão, é ótica da mulher sob a luz, que vê o barman, o cliente, a cantora e o pianista e a mulher da jukebox. E por fim, a sexta e última, a visão é da mulher da Jukebox, vendo o cliente, o barman, e a moça sob a luz. 

Veja o lugar no google Maps

O fim.

O lançamento de “In Through the Out Door” aconteceu em Knebworth, uma área rural a cerca de 70 km ao norte de Londres. Era a primeira apresentação da banda depois de um hiato de quatro anos. Veja:

Em 1980, um pouco antes da turnê americana começar, John Bonham morreu. Na época ainda cogitaram a substituição por Cozy Powell, no entanto, logo depois saiu um comunicado sobre o fim das atividades da banda. 

 “Desejamos que seja conhecido que a perda de nosso querido amigo e o profundo senso de harmonia indivisa sentido por nós e nosso gerente nos levaram a decidir que não poderíamos continuar como eram.” Conforme dizia a nota.