Dia do enfermeiro: histórias de quem promove saúde em Florianópolis

Compartilhe

Relato de profissionais que atuam na Enfermagem da Secretaria de Saúde da Prefeitura de Florianópolis

Dia 12 de maio é o dia internacional da enfermagem e do enfermeiro. A data tem o objetivo de reforçar a importância destes profissionais para promover saúde para a população. A Prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria de Saúde, relatou algumas das histórias de enfermeiros(as) que atuam na linha de frente na Capital.

Cleusa Márcia Vieira, é enfermeira e atua há 13 anos na Prefeitura de Florianópolis, possuindo 31 anos de formação em enfermagem. A profissional está trabalhando diretamente na campanha de imunização contra o novo Coronavírus, e vê na vacinação prazer e esperança.

“Fazer parte da equipe de enfermagem é honroso. A enfermagem é a arte do cuidado, e neste sentido, nosso trabalho é amplo. Nesse momento de pandemia, trabalhar com a vacinação é muito prazeroso, pois estamos frente à possibilidade de levar esperança de uma vida melhor e saúde para a humanidade”, comenta Cleusa.

Cleusa Márcia Vieira

Desafio

Alex José da Silva, técnico de enfermagem, atua há 12 anos na Prefeitura de Florianópolis, sete deles na sala de vacinas do Centro de Saúde Novo Continente. O local é de extrema importância para que a população mantenha o calendário vacinal, e evita o surgimento de outras doenças como o Sarampo, por exemplo.

“O trabalho na pandemia é um desafio diário, onde temos que nos adequar e reinventar os processos de trabalho. A vacina é a esperança de dias melhores. Após mais de um ano de pandemia, os profissionais de saúde estão desgastados e cansados física e mentalmente. Embora cansados, o fato de acreditar na vacinação nos faz buscar forças para podermos vencer a pandemia e poder reencontrar amigos e familiares com segurança”, comenta o técnico de enfermagem.

Alex José da Silva

Exemplo

Do outro lado de Florianópolis, Milena Pereira, atua como enfermeira na Policlínica do Sul Ilha. A profissional está há 12 anos no SUS Municipal.

“Em muitos momentos precisamos ajudar os colegas da emergência para atender a alta demanda e nos deparamos com momentos complicados e tristes que ficaram guardados na memória para sempre. A vacina contra Covid-19 traz esperança de dias melhores, onde podemos voltar a abraçar familiares e amigos”, comenta Milena.

Milena Pereira

Um importante aliado no combate ao novo Coronavírus é o diagnóstico precoce de Covid-19. A testagem ágil para o rápido isolamento de pessoas com suspeita por manifestação de sintomas ou por contato com casos positivos quebra a cadeia de transmissão viral, contribuindo para o controle e prevenção da doença.

Medos e incertezas.

Priscila Regina Valverde, coordenadora do Lamuf e técnica de enfermagem atua no SUS Municipal há 13 anos, e participou da reestruturação do Laboratório Municipal, que busca atender as demandas da pandemia do novo Coronavírus.

Priscila Regina Valverde

“A princípio muitos medos e incertezas afloraram. Medo do desconhecido, pois pouco ou nada se sabia sobre o vírus, formas de transmissão, prevenção, diagnósticos ou tratamento. Particularmente, foi uma experiência ímpar. Nunca imaginei vivenciar e ter que coordenar a equipe do LAMUF sob uma situação tão extrema com níveis de stress nunca antes enfrentados. O trabalho em equipe foi o grande destaque desta fase e o crescimento profissional de todos é visível e se reflete na qualidade do trabalho prestado a comunidade de Florianópolis”,afirma Priscila.

No Centro de Saúde de Balneário, a enfermeira Raquel de Siqueira trabalha diariamente para o cuidado da população. Raquel atua há nove anos na Prefeitura de Florianópolis, e está diretamente envolvida com o processo de vacinação. Acima de tudo, ela relata que este é um grande momento para sua vida.

Raquel de Siqueira

“Foi muito emocionante vaciná-los e receber a vacina. Dentro de todo esse contexto que vivenciamos hoje, a vacina nos dá esperança de dias melhores. Pensar que estamos fazendo promoção e prevenção de saúde em um momento que corremos atrás do prejuízo em relação à Covid é maravilhoso”, diz a enfermeira.

Reconhecimento.

Por fim, nos depoimentos, a enfermeira Elizimara Ferreira Siqueira, gerente de enfermagem da Secretaria de Saúde de Florianópolis, reitera. “A Enfermagem de Florianópolis é reconhecida nacionalmente e também pela Organização Panamericana da Saúde como exemplo de inovação na Enfermagem. Esse protagonismo, foi preponderante no enfrentamento da pandemia, pois os Enfermeiros atuam na linha de frente no manejo aos pacientes com sintomas respiratórios e esse manejo na atenção primária e nas Unidades de Pronto Atendimento, faz a diferença no combate ao vírus”.

WhatsApp chat