Confira nosso ranking dos 10 melhores videoclipes do rock e pop.

Selecionar os dez melhores videoclipes do rock e pop é uma tarefa desafiadora devido à vasta quantidade de vídeos memoráveis produzidos. Contudo, aqui estão algumas escolhas que representam diferentes estilos, inovações e impactos culturais significativos na história do pop/rock:

“Thriller” – Michael Jackson (1983):

Este épico videoclipe dirigido por John Landis é amplamente considerado um dos melhores de todos os tempos. Lançado no dia 2 dezembro de 1983, causou um alvoroço tão grande que as pessoas ligavam para as TVs para pedir que repassem. Além da música envolvente, Michael Jackson trazia uma coreografia cinematográfica, teatralizada, cheia de efeitos visuais inovadores para época, quase como um curta-metragem.

“Thriller” chegou a ser exibido primeiramente para convidados, entre eles, Cher, Elizabeth Taylor, Marlon Brando, Diana Ross e Eddie Murphy. Quando terminou a exibição, Eddie Murphy gritou na plateia: “Mostra mais uma vez”.

“Smells Like Teen Spirit” – Nirvana (1991):

A ideia do diretor Samuel Bayer era fazer um videoclipe com a cara dos jovens do final da década de 80 e começo dos 90. A ideia simples do Nirvana tocando seu principal hit em um ginásio sinistro e escuro para uma plateia de jovens com direito a cheerdleaders, foi criada sem pretensão. Os Jovens figurantes do videoclipe foram selecionados através de flyers pela cidade solicitando o perfil, nerd, punk ou atleta, eles queriam umas 18 pessoas, mas compareceram algumas dezenas. Uma funcionária fã da banda que trabalhava na MTV, teve que fazer um lobby dentro da empresa para que “Smell Like Teen Spirit” tivesse uma estreia internacional. O vídeo hoje em dia já bateu 1 bilhão de visualizações. 

“Take On Me” – a-ha (1985):

O principal hit do A-ha em 1985, “Take On Me”, ganhou um videoclipe inovador dirigido por Steve Barron, usando a técnica de animação rotoscópica, em que unia e transformava personagens reais em rabiscos de desenhos à lápis. A versão em 4k disponível do Youtube já está perto de bater a casa de 2 bilhões de views. 

LEIA TAMBÉM: Morten Harket do A-ha, conta em livro quando tentou se isolar de fãs no Acre.

“Bohemian Rhapsody” – Queen (1975):

O videoclipe da banda Queen, lançado em 1975, marcou um ponto de virada na produção audiovisual ao incorporar elementos inovadores. Portanto, este trabalho uniu performances ao vivo da banda com efeitos visuais que duplicavam a imagem do coro dos integrantes, uma homenagem à icônica capa do álbum “Queen II” de 1974. Esse vídeo não apenas refletiu a criatividade da banda, mas também estabeleceu um novo padrão para a produção de videoclipes. A produção já chegou a 1.7 bilhão de visualizações. 

“Where The Streets Have No Name” – U2

A canção do álbum, “Joshua Tree”, lançado em 1987, ganhou um videoclipe cinematográfico gravado no telhado da loja Republic Liquor Store, no centro de Los Angeles. A gravação aconteceu no dia 27 de março de 1987, e contou com a presença de centenas de pessoas. A banda ainda tocou neste dia, “Pride (In The Name Of Love)”, “Sunday Bloody Sunday” e “People Get Ready”, para os sortudos no local. O videoclipe de “Where The Streets Have No Name” ganhou um Grammy em 1989.

“Like a Prayer” – Madonna (1989):

Madonna causou polêmica com o videoclipe de “Like A Prayer”, principalmente com a igreja católica. Provocativo, a produção foi dirigida por Mary Lambert e traz Madonna como uma espécie de Maria Madalena contracenando com um Jesus negro, e após libertá-lo adquire suas chagas.

“Jeremy” – Pearl Jam (1992):

Dirigido por Mark Pellington, este videoclipe é conhecido por sua narrativa sombria e poderosa, abordando temas como alienação, violência nas escolas e suicídio, baseado, sobretudo em um caso real que inspirou Eddie Vedder a escrever a letra. Hoje, disponível no Youtube, “Jeremy” contém uma advertência sobre cenas que envolvem os temas. 

“November Rain” – Guns And Roses (1990):

Acima de tudo, a grande dúvida de “November Rain” do Guns N´Roses é como a noiva morreu. O videoclipe é uma superprodução considerada uma das mais caras da história, custando cerca de US$ 1 milhão de dólares, com a famosa cena externa de Slash tocando o solo na frente de uma capela no Novo México, com tomadas aéreas e tudo mais. Sendo assim,  “November Rain” já bateu 2 bilhões de visualizações no youtube. 

“November Rain” do Guns N’ Roses, por que a noiva morreu?

Losing My Religion – R.E.M (1991)

A canção que se tornou um hit do R.E.M, do álbum Out Of Time, ganhou um videoclipe que se tornou a grande sensação da MTV naquele ano. A produção trazia referências da mitologia, poesia, assim como história e religiosidade. “Losing My Religion” ganhou um Grammy pela produção. 

“Sabotage” – Beastie Boys (1994):

Dirigido por Spike Jonze, o videoclipe de “Sabotage” dos Beastie Boys, entrou na lista dos mais assistidos em 1994 na MTV. O videoclipe é uma sátira aos programas de televisão policiais dos anos 70, apresentando os membros da banda em papéis de policiais durões em busca de criminosos pelas ruas de Los Angeles. 

Por fim, quais videoclipes entrariam na sua lista dos 10 mais. Deixe nos comentários.