Veja como sincronizar faixa do Pink Floyd com o esclipse solar do dia 8 de abril

Apesar de não ser visível no Brasil, NASA vai disponibilizar um site para acesso.

O próximo eclipse solar vai oferecer aos fãs de música a oportunidade de sincronizar o clímax da obra-prima do Pink Floyd, The Dark Side of the Moon, de 1973 , com um raro evento celestial.

Em 8 de abril, a Lua cobrirá completamente o Sol por até quatro minutos e meio. O Eclipse será total em um caminho que cobre 15 estados, do Texas ao Maine.

Sendo assim, se você cronometrar corretamente, poderá ouvir a frase final de Dark Side – “E tudo sob o sol está em sintonia, mas o sol é eclipsado pela lua” , que está na faixa, “Eclise”, do álbum de 1973, ao final do evento astronômico.

Para fazer isso no Spotify, você precisará iniciar o álbum 41 minutos e 53 segundos antes do início do eclipse total em sua localidade. Lembrando que começa às 15h57 horário de Brasília. Se você estiver ouvindo em CD, vinil ou outro serviço de streaming, pode haver pequenas variações no tempo de execução, portanto, verifique com antecedência, e lembre-se de bloquear comerciais.

Se você estiver sem tempo, você pode simplesmente iniciar a música de encerramento do álbum, “Eclipse”, 70 segundos antes do horário local de início do eclipse total.

O eclipse solar não será visível no Brasil, mas viajará de oeste para leste pela América do Norte. Pelo México, Estados Unidos e Canadá, começando às 15h57, hora Brasília.

A NASA vai disponibilizar o site NationalEclipse.com para saber exatamente quando a totalidade chega ao seu local de visualização.

Por fim, se você é fã do Pink Floyd prepare-se para acompanhar este evento astrônomico. A trilha sonora, “Eclipse” do álbum The Dark Side Of The Moon.