Paul McCartney e Heather Mills: a história do casamento quase cancelado

Paul McCartney se casou com Heather Mills quatro anos após a morte de Linda, sua primeira esposa. 

O casamento de Paul McCartney com sua segunda mulher, Heather Mills quase não aconteceu em 11 de junho de 2002, por conta de um acontecimento às vésperas do casório. 

No dia 18 de maio de 2002, Paul havia acabado de fazer seu último show da turnê pelos Estados Unidos. Ele e Heather Mills se hospedaram no luxuoso hotel Turnberry Isle em Miami. Quando um dos seguranças ouviu uma discussão forte entre Paul e Heather. McCartney gritou, “Eu não quero casar com você! Não tem mais casamento, vamos cancelar”. Depois ele apareceu na sacada da suíte e jogou o anel de noivado indiano de safira e diamante de Heather em direção ao jardim no terreo. 

Segundo consta na biografia, “Paul McCartney” escrita por Philip Norman, a recepção entrou em contato com o quarto para saber se estava tudo bem. Paul admitiu que sim, mas que havia “perdido” um anel e precisava de ajuda para encontra-lo. 

E assim foi feito, em uma noite de chuva, os funcionários fizeram uma busca com detectores de metal e lanterna em toda área do jardim, sendo encontrado em um arbusto. Quem encontrou a joia ganhou de Paul McCartney o equivalente a 1.500 libras de recompensa. 

No entanto, como havia muita gente em busca do tal anel, e algumas pessoas ouviram a briga, logo a história acabou chegando aos tabloides. com manchete no News Of Worlds. “MACCA JOGA ANEL DE HEATHER DE QUARTO DE HOTEL”. A resposta do casal as manchetes foi que eles só estavam  brincando de jogar o anel um para o outro, a declaração não recebeu muito crédito. No entanto, a briga passou e o casamento continuou agendado, mas Paul recebeu um conselho intuitivo de Neil Aspinal para que não se casasse. 

Entre o casamento um jubileu. 

Faltando poucos dias para o casamente entre Paul e Heather aconteceu a festa do jubileu de ouro da Rainha Elizabeth II, em 3 de junho. A lista tinha convidados como por exemplo, Elton John, Ray Davies, Phil Collins, Rod Stewart. Além de Eric Clapton, Bryan May, Joe Cocker e Paul McCartney era a atração principal. No palco ele tocou com Clapton “While My Guitar Gently Weeps”, de George Harrison, a bem humorada “Her Majesty” e também todos se reunindo para cantar “All You Need Is Love”. 

Casamento de princesa

Uma semana depois, no castelo de Leslie na Irlanda construído no século XVII próximo da cidade de Monaghan onde o avô materno de Paul, Owen Mohan emigrara para Liverpool, Paul se casaria com Heather. 

Contudo, ainda haveria um contratempo, pelo fato de que uma mulher de meia idade chamada, Michelle De Vallier afirmava no jornais que era filha de Paul. Segundo ela, o ex-beatle havia engravidado sua mãe, Monique em Londres no começo dos anos 60, portanto ela tinha 42 anos. 

Michelle inclusive tinha mudado o seu sobrenome para McCartney, e gravado até uma música chamada “I Wanne Be A Beatle”. A mulher perdeu o crédito quando descobriram que ela havia nascido em 5 de abril de 1960, portanto era pra ser concebida ainda em 1959, e nessa época Paul ainda estava em Liverpool. 

A história só serviu para deixar a ânsia do casamento mais quente para imprensa. Havia oferta de cerca de 1,5 milhão de libras para quem conseguisse uma foto da cerimônia com fotógrafos se acotovelando entre as muralhas do castelo. Dentre os convidados estavam, George Martin, Twiggy, Chrissie Hynde, parentes de Paul de Liverpool, além de Ringo Starr. Mike McCartney, irmão de Paul foi novamente o padrinho. 

Paul desejava que Stella desenhasse o vestido e Mary fizesse as fotos, mas não rolou, as duas filhas de McCartney, assim como James não estavam em um clima muito festivo. 

Excentricidades do casamento. 

O primeiro casamento de Paul com Linda McCartney em 1969 foi às pressas (afinal ela estava grávida) em um cartório em Londres. Mas não pode se dizer o mesmo do casamento com Heather. Como por exemplo, a foto oficial da noiva foi enviada para imprensa com a contrapartida de que houvesse uma generosa doação para organizações que auxiliassem pessoas afetadas por minas terrestres. A flor da lapela de Paul, era um ramo de lavanda, fruto da planta que o pai dele plantou. 

A refeição vegetariana foi servida em pratos de ouro que os convidados poderiam levar como lembrança. McCartney gastou cerca de 250 mil libras em fogos de artificio 

Paul e Heather no final da festa embarcaram em um iate ancorado no lago do castelo, repleto de flores. Eles navegaram até a cidade, onde pegaram um jato rumo a lua de mel nas ilhas de Seychelles, na costa da África. A diária do hotel em o casal ficou hospedado custava 1.600 libras por dia, algo em torno hoje de 11 mil reais.

Por fim, apesar de toda a pompa, o casamento só iria durar 4 anos.  Mas deixou como fruto uma filha, Beatrice McCartney. Entretanto, o divórcio custou um acordo milionário de McCartney com Heather.