“Whisky A Go-Go”, famosa casa noturna de rock, completa 60.

“Whisky A Go-Go”, recebeu bandas de todos os gêneros do rock ao longo de 6 décadas.

No dia 11 de janeiro de 1964, inaugurava em West Hollywood, na sunset Boulevard, o bar e casa de show Whisky a Go Go, considerada uma das primeiras discotecas e casa noturnas dos Estados Unidos. 

Lembramos que em 1964, o rock e a música pop estavam em ascensão, e a primeira atração da casa foi o jovem Johnny Rivers, lembra da letra do Roupa Nova:

Foi numa festa, gelo e cuba libre. E na vitrola whisky a go-go. A meia luz o som do Johnny Rivers, aquele tempo que você sonhou”. 

Johnny Rivers fez uma música em homenagem ao local anos depois, e o Roupa Nova homenageou o cantor em “Whisky A Go-Go”. 

Outra atração do local era uma DJ feminina que tocava seus sets dentro de uma gaiola, vestida com uma bota cano longo, saia curta, e cabelos com franja. A atração se espalhou pelo país e logo se tornou moda, apelidada de “mania a Go-Go”. Inclusive o grupo The Miracles gravou uma música, chamada “Mania A go-go”, que depois os Rolling Stones gravaram.

 

O Whisky A Go-Go pegou fama, e passou a se tornar o ponto de encontro da noite de Los Angeles, atraindo, atores e atrizes de Hollywood, produtores, e principalmente virando palco para bandas no início de carreira, atraindo empresários da indústria fonográfica. 

Um fato interessante é que a nomenclatura de “Whiskey” para “Whisky”, mudou para que a casa de shows não tivesse nenhum problema com a marca de destilados e pela lei municipal, que não permitia bares com nomes de bebidas. 

Ponto da contracultura

A partir de 1965 com a ascensão do movimento de contracultura, a casa passou a ser ponto de encontro de hippies e poetas. Sendo assim, os donos, Mario Maglieri, Elmer Valentine e Phil Tanzini, passaram a contratar bandas em ascensão que faziam parte daquela cena. Como por exemplo, Buffalo Springfield, Love, The Byrds, e The Doors.

A banda de Jim Morrison virou residente no Whisky A Go-Go, e serviu de ponto de partida para eles assinarem o contrato com a Elektra. No entanto, no dia 21 de agosto de 1966, Os Doors tocavam dois sets, e Morrison não conseguiu cantar no primeiro, pois estava cheio de ácido, só de cueca em um quarto de hotel próximos dali.

Antes do segundo set, Ray, John e Robby foram buscá-lo, vestiram Jim e a última música que a banda tocou foi, “The End”, onde Morrison improvisou o trecho edipiano, sobre transar com a mãe e matar o pai, Não pegou bem para banda, e eles foram demitidos, aliás, pegou sim, depois desta cena, acabaram assinando o contrato com a Elektra. 

Janis no Whisky.

Janis era uma frequentadora da casa noturna, tanto para beber, quanto no palco. 

Mikael, filho de Mario Maglieri, lembra: “Dei a Janis Joplin sua última bebida. Quatro doses de Southern Comfort, e meu pai disse: ‘Ponha a garrafa no porta-malas’. No dia seguinte, as manchetes diziam que ela morreu de intoxicação por álcool. Na verdade, era heroína, mas durante três dias eu pensei que a tinha matado. Ela era uma garota suave, mas fedorenta”. 

A banda The Doors, acabou ajudando o Whisky A Go-Go a ter fama mundial. Sendo assim, o local passou a receber shows de grupos como, The Kinks, The Who, Cream, Led Zeppelin e a Roxy Music, Misfits, Blondie, Talking Heads, The Runaways e tantas outras.

Queda e ascensão. 

Contudo, no começo dos anos 80 o local perdeu público e fechou as portas e só voltou a abrir na segunda metade da década de 80, transformando o espaço em um grande salão para receber um público maior, tendo como atrações o Van Halen, Motley Crue, Metallica e o Guns N´Roses.

Aliás, foi praticamente o Guns N ́ Roses que trouxe de volta o Whisky A Go-Go de volta à cena. No local a banda lançou músicas como, “Sweet Child O´Mine” e “Mr. Brownstone” em 1986. 

O Whisky A Go-Go é tão importante na história do rock que recebeu todos os movimentos. Desde dos primórdios do rock, aos hippies, heavy metal, hard rock, punk, new wave, bem como o grunge, a partir dos anos 90, a exemplo do Pearl Jam, Nirvana e Soundgarden. 

Por fim, na semana em comemoração aos 60 anos da casa noturna, o Whisky A Go-Go vai receber diversos shows. Inclusive no dia 16 de janeiro, Robby Krieger, guitarrista da banda The Doors.