Storm Thorgerson: a Mente por Trás das Capas do Pink Floyd

Compartilhe

Storm Thorgerson criou praticamente todas as capas dos álbuns do Pink Floyd, além de criações para outras bandas. 

Alguém que já viu uma capa de um disco do Pink Floyd, AC/DC, Supertramp, Muse, Black Sabbath, Nazareth, Yes, Scorpions, Gênesis, talvez já tenha pensado quem é o criador desta casa. 

O nome dele, Storm Thorgerson, um inglês que se estivesse vivo teria completado 80 anos em 28 de fevereiro. Storm estudou junto com Syd Barrett e Roger Waters do primário até o ensino médio em Cambridge. E também era amigo de David Gilmour na adolescência. 

Storm Thorgerson: a Mente por Trás das Capas do Pink Floyd
Storm Thorgerson

 

No ano de 1968 fundou com Aubrey Powell a agência e grupo de artes gráficas Hipgnosis, a partir daí começaram a projetar diversas capas de álbuns.

O artista fez praticamente todas as capas do Pink Floyd, mas vamos destacar quatro delas.

Então, confira:

Storm Thorgerson: a Mente por Trás das Capas do Pink Floyd
Wish You Were Here, Pink Floyd 1975

 “Wish You Were Here”, de 1975, a concepção dos dois homens se cumprimentando enquanto um pega fogo era para mostrar o sinistro mercado dos contratos, principalmente o fonográfico. Quando foram fazer a foto foi preciso uma equipe para apagar o fogo rapidamente do dublê, mesmo com todo aparato ainda ocorreram algumas queimaduras. 

Storm Thorgerson: a Mente por Trás das Capas do Pink Floyd
Animals, Pink Floyd 1977

Em “Animals” de 1977, a ideia do porco inflável sobrevoando a termelétrica de Battersea, deu certo, fizeram a foto, mas o porco se soltou e esqueceram de contratar o atirador para acertar o inflável. Acabou que ele voou por Londres, gerando problemas até para o espaço aéreo.

Storm Thorgerson: a Mente por Trás das Capas do Pink Floyd
“Momentary Lapse Of Reason”, de 1987

A “Momentary Lapse Of Reason”, de 1987, marcou o Pink Floyd não só pela saída de Roger Waters, mas pela densidade das canções, agora com David Gilmour assumindo o protagonismo. A capa mais uma vez foi produzida por Storm. As camas espalhadas na praia, com um solitário homem lendo um livro em uma delas. E uma asa delta no céu, representando a canção, “Learning To Fly”. As camas tinham um significado, uma cama representava um estado, cama para loucos, doentes ou só para descansar. 

“The Division Bell”, uma das capas mais emblemáticas, as duas esculturas forjadas no campo em Cambridge com a abadia entre as duas bocas, que representam também as luzes do parlamento inglês. Além do mais, haveria um terceiro rosto formado pelos dois perfis juntos. 

Storm Thorgerson ainda criou, “Ummagumma (1968)”, “Atom Mother Heart (1970) e Pulse” e o conceito do álbum “The Dark Side Of The Moon (1973)”. 

Outras capas

De outras bandas, como por exemplo o Led Zeppelin, Storm deu vida as fabulosas seis capas do álbum, “In Through The Out Door (1979)”.

Para o Scorpions, Thorgerson fez a capa de “Lovedrive”, lançado em 1979.

Além de obras em meados dos anos 2000, como por exemplo, para o Muse. 

Criando, “Absolution (2004)”, assim como, “Black Holes and Revelations (2006)”. 

Storm Thorgerson morreu, aos 69 anos em 2013, vítima de um acidente vascular cerebral. O designer tinha câncer.