Paul McCartney conta história sobre a “cegueira” de John Lennon sem os óculos.

O livro “1964: Os olhos do furacão”, lançado este ano esta cheio de fotos inéditas com fatos sobre a banda no auge da Beatlemania.

Paul McCartney lançou recentemente seu livro de fotografias, “1964: Os olhos do furacão”, obra que contém centenas de fotos e textos do auge da Beatlemania tiradas pelo próprio baixista dos Beatles.

Além do livro, uma exposição em Londres na National Portrait Gallery também mostra as fotos de “1964: Os olhos do furacão”.

Sendo assim, durante a divulgação da publicação, Paul McCartney participou de vários programas de TV e palestras falando curiosidades sobre a obra. 

Em uma delas, no BMCC Tribeca Performing Arts Center em Nova Iorque, ele contou para o jornalista Conan O ́ Brien e uma centenas de pessoas na plateia, que John Lennon “sem os óculos era cego como um morcego”. Na ocasião, uma foto de John de óculos com armação pesada tirada por Paul aparecia no telão e McCartney revelou uma situação curiosa.

Então, vamos a história

Segundo Paul, em um dia próximo ao natal eles estavam juntos escrevendo uma canção e John não costumava usar os óculos quando estava na rua e principalmente perto de garotas. 

“Um dia estávamos escrevendo juntos, John e eu. Era perto do natal. Ele costumava vir até minha casa, nós escrevíamos e então ele voltava para sua casa que ficava a cerca de um quilômetro de distância ou algo assim…se houvesse alguma possibilidade de garotas por perto, ele não usaria óculos”; conforme disse Paul.

E completou: “Eu o vi no dia seguinte e ele disse: “Você conhece aquelas pessoas na esquina da Booker Avenue? Elas são loucas. Que horas eram quando te deixei ontem à noite? Eu disse: não sei, às 11h30 da noite ou algo assim. Ele disse: sim, bem, eu passei pela casa deles e eles ainda estavam jogando cartas na frente de casa. “Eu disse: não acredito”. 

Contudo, Paul revelou o motivo. Como John estava sem os óculos, o que ele viu foi um presépio, com José e Maria curvados sobre o menino Jesus em uma casa da vizinhança. 

Por fim, confira o vídeo original com Paul McCartney contando: