Iara Ferreira lança álbum “VERDEAMARELA” celebrando o Brasil e suas diversidades

Compartilhe

Com 15 anos de carreira e dezenas de parcerias, cantora e compositora paulista reúne nove faixas inéditas que consolidam sua força musical

Foto: Bolivar Alencastro

A talentosa cantora e compositora paulista Iara Ferreira, conhecida por sua extensa carreira de 15 anos, lança seu primeiro álbum solo intitulado “VERDEAMARELA” no próximo dia 30 de junho. Com uma obra de cerca de 300 músicas, Iara é considerada uma das letristas brasileiras mais prolíficas, tendo suas composições gravadas e interpretadas por renomados artistas como Yamandu Costa e Roberta Sá.

O álbum “VERDEAMARELA” reúne nove faixas inéditas cuidadosamente selecionadas por Iara Ferreira a partir de seu vasto repertório musical. O conceito essencial do disco é explorar e celebrar o Brasil em toda a sua diversidade, abordando suas belezas, tragédias, povos, amores e lutas. A artista destaca a importância de “ver para poder amar” o país e sua cultura.

Acima de tudo, para a criação desse trabalho, Iara Ferreira, contou com cerca de 80 parcerias de composição. O álbum recebeu o patrocínio do Município de Florianópolis por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, na modalidade Doação.

Sendo assim, seu desejo é celebrar o Brasil e tudo e o povo brasileiro, incluindo sobretudo sua música.

Diversidade musical

As músicas presentes em “VERDEAMARELA” abrangem uma variedade de ritmos, como baião, samba de roda, bolero e ijexá. Além disso, exploram temas relevantes, como a luta dos povos originários e a religiosidade caipira, proporcionando uma experiência musical rica e diversificada aos ouvintes.

Iara Ferreira contou com a colaboração de talentosos compositores, incluindo Bebê Kramer, Guto Wirtt, Ian Faquini, Ney Souza e Silvia Duffrayer, que assinam as composições das faixas ao seu lado.

As músicas foram desenvolvidas e aprimoradas durante apresentações ao vivo com seu trio, composto por Ney Souza e Tom Cykman, em festivais como o Floripa Jazz 2022, além de terem conquistado o público em Portugal.

As gravações do álbum ocorreram em janeiro deste ano no estúdio The Magic Place, em Florianópolis (SC), cidade onde a artista reside atualmente. Para enriquecer ainda mais as faixas, juntaram-se ao trio os percussionistas Carlinhos Ribeiro e Carolina Miranda, bem como as cantoras Iara Germer, Emília Lira e Ellen Cristina.

A capa do álbum, criada pelos designers da Move, Caique Sanfelice e Claudio Mendes, busca apresentar novas representações para um Brasil popular, poético e ambivalente. Os designers comentam que é um convite para explorar diferentes facetas do país por meio de suas formas e prosas.

Sobre Iara

Natural do interior de São Paulo, Iara Ferreira canta e escreve desde criança. De avó sanfoneira, pai violonista e avô compositor, a artista cresceu em um ambiente musical. Durante a faculdade de Ciências Sociais na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), teve seu primeiro trabalho como cantora, aos 21 anos.

Ao se formar, em 2010, mudou-se para o Rio de Janeiro para estudar na Escola Portátil de Música, especializando-se em choro. Foi na cidade carioca que a vocação para escrever letras aflorou.

Box Exclusivo de Rita Lee traz três livros e mais baralho “RiTarô.”

Em 2015 lançou seu primeiro disco autoral, Bené e Iaiá (DesArts), ao lado de Bernardo Diniz. Depois deste vieram o álbum Miragem de Inaê (Biscoito Fino/2016), com Anna Paes; o EP Dois Gumes (2019), com Leonardo Freitas; o EP Iara Ferreira Trio (Gyra Records/2022); e o álbum Caravana do amanhã (2023), com a violonista francesa Elodie Bouny.

Agora, lança seu primeiro álbum solo, VERDEAMARELA (Tratore). Em 2016 foi vencedora do Prêmio Grão de Música pela canção Choro de Madrinha, feita em parceria com Anna Paes. Foi também finalista do Prêmio Profissionais da Música na categoria autora, em 2019.

Siga o perfil de Iara Ferreira no Instagram.

Parcerias

Como letrista, estão entre seus parceiros nomes relevantes da música brasileira e mundial como: Elodie Bouny, André Mehmari, Arismar do Espírito Santo, Eduardo Gudin, Hélio Delmiro. Assim como, João Camarero, Rogério Caetano, Bebê Kramer, Ilessi, Alegre Correa, Andrés Beesawert, Vicente Barreto, entre outros.

Contudo, já teve suas músicas gravadas e interpretadas por: Pietá, Julia Vargas, Yamandu Costa, Nani Medeiros, Jéssica Ellen, Marina Iris, Samba que elas querem. Além de, Carla Casarim, Luísa Lacerda, Cláudia Castelo Branco, Silvia Borba, Nina Wirtti, Mônica Salmaso, Roberta Sá, entre outros.

Pink Floyd: a história da banda escrita por Nick Mason.

Nos palcos, já se apresentou pelo Brasil e pelo mundo. Integrou a programação de festivais como o Duo Jazz Tiradentes (2018), o Musicar Festival CCBB (2020), igualmente o Floripa Jazz (2022).

“VERDEAMARELA”, com lançamento em 30 de junho, é uma obra que reflete a paixão de Iara Ferreira pela música brasileira e seu compromisso em contar histórias através de suas composições. Com esse lançamento, a cantora mostra sua versatilidade artística e a capacidade de emocionar o público com sua voz cativante e letras profundas.

Portanto, o álbum promete ser uma experiência musical envolvente que celebra a cultura e principalmente as diversidades do Brasil.

Por fim, ouça Aqui:

https://tratore.ffm.to/iaraferreiraverdeamarela