Greg Graffin, vocalista do Bad Religion lança livro de memórias

Compartilhe

A história do Punk rock, sobre a ótica de quem o fez, Greg Graffin.

Greg Graffin, vocalista do Bad religion, uma das mais importantes bandas do punk rock mundial, lança nesta sexta-feira, 11 de novembro, o livro – Punk Paradox: a memoir Greg Graffin – tanto no formato capa dura, como em E-book. 

Punk Paradox: a memoir Greg Graffin é um livro de memórias contando a evolução evolução do punk rock, sob a visão de Greg Graffin, principalmente a partir da criação da banda no final dos anos 70 e começo dos 80.

Nenhuma descrição de foto disponível.
Bad Religion no começo dos anos 80. Divulgação.

Desde a sua criação, o Bad Religion produziu 18 álbuns de estúdio, se consolidando nos últimos 40 anos como uma das bandas mais significativas e ativas do movimento Punk, não só pelas músicas, mas pelo posicionamento e ativismo social e político. 

Punk Paradox é a narrativa de vida de Graffin antes e durante os primeiros anos do punk de Los Angeles. Acima de tudo, detalhando suas observações sobre o crescimento explosivo do gênero e o aumento constante da importância de sua banda. 

O livro.

O livro inicia explorando as raízes do Meio-Oeste de Graffin e sua mudança de vida para o sul da Califórnia em meados dos anos 70. Arrastado para a florescente cena punk nas emocionantes e muitas vezes violentas ruas de Los Angeles, Graffin e seus amigos formaram o Bad Religion, construíram uma base de fãs e se tornaram uma instituição de turnês. 

Todas essas atividades ocorreram em paralelo com a busca incessante de Graffin pelo esclarecimento intelectual. Apesar das demandas de turnês globais, sessões de gravação e dedicação a composição, o autor também equilibrou uma carreira acadêmica bem sucedida. 

Ao fazê-lo, ele conseguiu conciliar uma improvável vida dupla como um icônico frontman do punk rock e professor universitário em evolução. As experiências únicas de Graffin refletem os elementos paradoxais que definem o gênero punk. A influência pop, a busca pela melhoria da sociedade, o poder unificador da música – todos os quais são ingredientes principais em sua surpreendente resistência. 

Greg Graffin – divulgação

Apropriadamente, este livro argumenta contra a narrativa tradicional da percepção popular do punk. À medida que Bad Religion mudava de ano para ano, o espírito do punk – e seu significado sonoro – vivia enquanto Graffin estava sempre disposto a desafiar convenções, desmascarar a mitologia e libertar os ouvintes das correntes da doutrinação

Tão perspicaz quanto emocionante, este livro de memórias instigantes fornece tanto uma história da cena punk como uma mosca na parede e, sobretudo com comentários astutos sobre sua resistência e evolução.

Por fim, Punk Paradox: a memoir Greg Graffin, é uma obra essencial para o entendimento do Punk rock fugindo dos tradicionais clichês do gênero. 

 

Sandro Abecassis

Publicitário, radialista, pós graduado em educação inclusiva e gestão executiva de projetos.

WhatsApp chat