Eric Clapton e Pattie Boyd: um casamento muito louco.

O louco casamento de Eric Clapton e Pattie Boyd que quase teve a reunião dos Beatles, além de bebedeiras e desencontros

Por Sandro Abecassis

Faz duas semanas surgiu uma foto inédita de Paul McCartney e George Harrison em um palco no dia do casamento de Eric Clapton e Pattie Boyd em 27 de março de 1979, inclusive com a participação também de Ringo Starr.

John Lennon alega que não foi para o casório porque não havia sido convidado. Diz a lenda que Clapton mandou o convite, mas a secretária de John & Yoko esqueceu de entregar.

Então, esta poderia ter sido uma das últimas oportunidades para ver os 4 Beatles juntos antes do fatídico 8 de dezembro, com a morte de Lennon. 

No entanto, vamos falar sobre como foi louco o casamento de Eric Clapton e Pattie Boyd.

A inveja de Eric

Voltando um pouco no tempo, Eric se apaixonou por Boyd quando ela ainda era esposa de George Harrison, entre o final dos anos 60 e começo dos 70.

Lembre-se que os dois eram muito amigos, e Clapton confessa um fato interessante em seu livro – Eric Clapton: a autobiografia – onde o guitarrista conta ter tido por muito tempo certa inveja de George. Se o ex-Beatle comprava um carro, ele comprava um igual, se usasse uma determinada guitarra ele ia em busca da mesma guitarra.

E assim desejou também perdidamente a mulher do amigo, tanto que passou a namorar a irmã de Pattie Boyd, Jennie, como uma espécie de fetiche.

A música “Layla” composta por Eric em 1970 foi inspirada em Pattie. 

Eric pegador

Eric, literalmente “botou” pra cima de Pattie e ela cedeu, tanto é que George certa vez pegou os dois juntos durante uma festa. E perguntou se ela iria embora com Eric ou com ele, Pattie voltou pra casa com Harrison mas era evidente o fim do relacionamento dos dois.

No entanto, o ex-Beatle não era santo e sim, um mulherengo de primeira. Certa vez quis ficar com a irmã de Pattie Boyd, teve um caso com a mulher de Ringo, Maureen, sendo flagrado pela esposa, engatou um romance com a esposa de Ron Wood e por aí vai. 

Com a separação dos dois, Pattie e Eric começaram a namorar e viver juntos, mas o casamento verdadeiro só viria acontecer em 1979. Aliás nessa época, Clapton viajadão nas drogas já deixava o relacionamento entre os dois ir pro buraco, e em uma dessas bebedeiras um amigo apostou se Eric realmente casaria com Pattie.

Aposta perdida, o guitarrista casou com Boyd no Arizona, mas depois ela descobriu que o casamento havia sido fruto de uma aposta entre bêbados e exigiu uma nova cerimônia, mas dessa vez um festão. 

Se beber não case, a origem

Imagine, em 1979, você reunir em um casamento, Paul McCartney, George Harrison, Ringo Starr, Loonie Donegan, Keith Richards, Dennie Layne, Jeff Beck, Bill Wymann, Mick Jagger. O casamento aconteceu nos jardins da sua casa em Londres. Eric montou uma tenda com palco no meio do quintal, e a festa tinha maconha e bebida liberada pra geral. 

A farra foi tanta que Clapton teve uma paranoia por conta de drogas no próprio casamento e ficou fechado em um dos quartos por muito tempo, quando saiu a bagaceira já estava alta, o palco montado já tinha Paul McCartney no Baixo, Zack Starkey, filho do Ringo na guitarra, George Harrison na outra guitarra, e o Ringo na bateria. 

A banda do casório tocou “Sgt Pepper”, “Get Back”, e outros clássicos do rock dos anos 50. A esposa de Dennie Layne, Jojo, subiu no palco, mas bêbada e desafinada, Eric mandou desligar os microfones para que ela deixasse o palco. 

Um fato curioso, Bryan Ferry, vocalista da Roxy Music, também era um dos convidados para a festa. Mas ao chegar, ele pergunta para Eric se o Mick Jagger também estava. Clapton responde que sim, e ele nem desce do carro e arranca em alta velocidade.

O motivo, Bryan Ferry havia perdido a namorada, Jerry Hall para o Jagger, que estava lá todo pomposo com a modelo. No final da festa, Eric encontrou Mick Jagger e Jerry Hall dormindo na sua cama. 

Clapton conta em – Eric Clapton: a autobiografia –  que se interessou por uma modelo convidada de Pattie Boyd durante a festa de casamento, ele diz no livro que combinou com a moça que iria se esconder dentro de uma armário para os dois ficarem juntos. Contudo, o músico estava tão chapado, que acabou dormindo dentro do armário. 

O fim

Por fim, o casamento e relacionamento entre Eric e Pattie Boyd durou pouco. Principalmente pelo fato de que Boyd soube da gravidez de Olivia Harrison, segunda mulher de George. Bom, isso leva a crer que ela ainda nutria algum sentimento pelo ex-Beatle. 

Fonte: Gilvan do Canal Beatles School e Eric Clapton: a autobiografia