CINE Lanterna Mágica: público pode sugerir filmes para o 1º cineclube do Ribeirão da Ilha

Compartilhe

Estreia do cineclube foi neste sábado no dia 2 de julho, às 19h, com exibição gratuita do documentário “Quando a Arte Sopra” e roda de conversa

O CINE Lanterna Mágica, primeiro cineclube do Ribeirão da Ilha com atividades contínuas gratuitas, agora também vai receber sugestões de filmes a serem exibidos. A única condição é que sejam filmes catarinenses, já que um dos objetivos do projeto é exibir produções audiovisuais realizadas no estado, promovendo debates com convidados das artes e de diferentes setores da comunidade.

“Essa primeira sessão foi inspiradora. Ver a comunidade saindo de casa para assistir a um filme catarinense mostra que o cinema produzido aqui tem público, e um público disposto a conversar sobre o que assistiu. O debate amplia as interpretações do filme, e com isso a gente consegue aprofundar o tema”, diz Fernanda Ozório, produtora executiva do CINE Lanterna Mágica.

A proposta do cineclube é acontecer em diversos lugares no Ribeirão da Ilha para chegar em diferentes comunidades. Por isso, o coletivo também convoca espaços que tenham interesse em ser parceiros do projeto. As sugestões de filmes e locais podem ser enviadas para coletivolanternamagica@gmail.com

Composto por um grupo de artistas e profissionais de Florianópolis e criado para fomentar a pluralidade das artes e sensibilizar sobre temas sociais urgentes, o Coletivo Lanterna Mágica conecta um dos bairros mais queridos da Capital ao cinema catarinense. O Cineclube não é a primeira ação do Coletivo. Em fevereiro, foi realizado o 1º Festival Lanterna Mágica de Cinema Catarinense – Mulheres da Ilha, com exibições de produções audiovisuais de SC realizadas por mulheres e rodas de conversas. O nome Lanterna Mágica remete à primeira sessão de projeção de imagens em movimento na Desterro de 1785, quando foi o único povoado do Brasil a receber uma projeção por meio da “lanterna mágica”, um equipamento trazido pelo navegador La Pérouse. Remete também às lanternas utilizadas para cultivar ostras, cenário típico do Ribeirão da Ilha.

Projeto selecionado pelo Prêmio Catarinense de Cinema, executado com recursos do Estado de Santa Catarina, por meio da Fundação Catarinense de Cultura.

Informações sobre as próximas sessões serão publicadas no Instagram – @coletivolanternamagica

WhatsApp chat