Catálogo de George Harrison é transferido para a Dark Horse Records.

A  Dark House foi criada pelo ex-beatle em 1974 e detém os direitos do catálogo de 12 álbuns

Por Sandro Abecasssis

A empresa BMG anunciou nesta terça-feira, 21, que o catálogo de 12 álbuns da carreira soo de George Harrison agora pertence a Dark Horse Records. A família de Harrison detém os direitos do catálogo, que inclui a estreia de Harrison, “Wonderwall Music”, seu clássico álbum de 1970, “All Things Must Pass”, e seu último álbum de estúdio, “Brainwashed”.

Dessa forma, para comemorar o aniversário de 80 anos de Harrison em 25 de fevereiro, a Dark Horse/BMG lançou o catálogo completo em som surround Dolby Atmos exclusivamente na Apple Music. Além dos álbuns mencionados anteriormente, o catálogo inclui também “Living in the Material World”, “Cloud Nine”, bem como, “Live in Japan”. Lembrando, George morreu em 29 de novembro de 2001.

Parceria entre a BMG e a Harrison’s Dark Horse Records

A discografia solo de Harrison iniciou através do selo dos Beatles, Apple Records, e depois pela Dark Horse Records de Harrison através da Warner Bros. Em 2021, a divisão de catálogo da Universal Music lançou uma edição de aniversário de luxo de “All Things Must Pass”. Anteriormente, em 2020, a BMG anunciou uma parceria global multifacetada com a Dark Horse Records, fundada por George Harrison em 1974 como um local para seu trabalho solo e um lar para apoiar outros artistas, e agora liderada por Dhani Harrison e David Zonshine.

Paul McCartney lança livro de fotografias pessoais do período da Beatlemania.

Em 2022, a BMG anunciou que havia firmado um contrato de publicação global com o George Harrison Estate para administrar o catálogo Harrisongs, composto por mais de 200 canções escritas com os Beatles, os Traveling Wilburys e a carreira solo de Harrison.

Portanto, a parceria se expande em um contrato de 2020 com a Harrison’s Dark Horse Records como uma empresa de música, com a BMG servindo como parceira global e infraestrutura em música gravada, publicação de música e mercadorias, enquanto desenvolve outras áreas de negócios.

Planos para aumentar o legado de Harrison

Dhani Harrison, filho de George Harrison, comentou que a família está feliz em trazer o catálogo de seu pai de volta para a Dark Horse Records. George fundou a empresa em 1974. Acima de tudo, o Dhani também comentou que a parceria com a BMG deve lançar novos materiais do ex-beatle.

Sendo assim,  a BMG também se mostrou ansiosa para trabalhar com a Dark Horse Records e o George Harrison Estate para promover a música de Harrison para gerações antigas e novas.

Por fim, enquanto material novo não vem, relembre o videoclipe de “My Sweet Lord”, produzido 2020, em comemoração aos 50 anos de All things must past.