Os Rolling Stones se renovaram em “Let it Bleed” após o trágico ano de 1969

Após um 1969 marcado por tragédias e desafios, os Rolling Stones encontraram um novo fôlego com o lançamento do álbum “Let it Bleed”.

Os Rolling Stones tinham quase como obrigação fechar o ano de 1969 com algo positivo. Afinal, as tragédias que a banda viveu neste período marcaram bastante a banda.

O primeiro fato, a dependência química de Brian Jones, que acabou culminando na sua saída da banda, sendo substituído por Mick Taylor. E logo depois, em 3 de julho, a sua morte misteriosa afogado em uma piscina, aos 27 anos. 

Os Rolling Stones se renovaram em "Let it Bleed" após o trágico ano de 1969
Mick Taylor (segundo a esquerda) já como parte da banda. GI

O outro fato, o desastroso shows dos Rolling Stones em 6 de dezembro em Altamont. Cheio de confusões e violência, culminando na morte do jovem Meredith Hunter esfaqueado pelos Hell´s Angels, seguranças do evento. 

Além de mais três mortes, duas em um acidente de trânsito e outra, um rapaz que teve uma overdose e se afogou em uma vala no entorno da área. 

Portanto, os Stones precisavam de algo positivo, e aconteceu com o lançamento do álbum, “Let it Bleed”, em 28 novembro de 1969. O disco se tornou um dos maiores álbuns da banda.

As gravações.

Os Rolling Stones se renovaram em "Let it Bleed" após o trágico ano de 1969
A última foto de Brian Jones.

“Let It Bleed” começou a ser gravado em fevereiro de 1969, com algumas pausas, Brian Jones participou pouco deste álbum. Tocando harpa em “You Got the Silver”, e percussão em “Midnight Ramble”. 

É durante a gravação de “Let It Bleed” que a situação de Brian fica complicada, ele sofre um acidente de moto, está em um estado de completa dependência das drogas, foi preso, teve o visto negado durante a turnê americana, e ainda sofria com os conflitos com Keith Richards por ter perdido a namorada Anitta Parlenberg anos antes. 

E por fim, a sua morte misteriosa afogado na piscina aos 27 anos. 

Charlie Watts: livro sobre baterista dos Rolling Stones é lançado em pré-venda

 A marca de “Gimme Shelter”

O álbum abre com a famosa “Gimme Shelter”. Os Stones gravavam a música em Los Angeles de madrugada, e o então produtor Jimmy Miller queria um vocal feminino para a canção. Quando cogitaram o nome da cantora Merry Clayton. 

Ligaram para a casa de Merry de madrugada, e disseram que ela tinha que gravar uma canção com os Rolling Stones, ela estava grávida de 4 meses, mas acordou e aceitou o convite e foi. 

Os Rolling Stones se renovaram em "Let it Bleed" após o trágico ano de 1969

No estúdio, Merry colocou os famosos vocais gritados em “Gimme Shelter”, impressionando Mick e todos os Stones. 

No entanto, na manhã seguinte, Merry sofreu um aborto logo pela manhã, não se sabe se o esforço ou susto por ter acordado foram a causa. Mas ela demorou um tempo para se reconciliar com a canção, e este é mais um elo fatídico da banda neste ano. 

Altamont: o Festival Caótico dos Rolling Stones que Virou Pesadelo

Um disco cheio de ótimas canções.

“Let It Bleed”, por si só daria um show dos Stones por todas as faixas terem se destacado na carreira, além das que já falamos, “Love is Vain” (Robert Johnson), “Monkey Man”, “You Can’t Always Get What You Want”, “Live With Me”, e ”Let It Bleed”.

Por muito tempo se achou que o nome “Let It Bleed” (Deixa sangrar), fosse uma tiração de sarro com os Beatles por conta da música “Let It Be”(Deixa estar)

(Um fato, o álbum “Let It Be” dos Beatles só seria lançando em abril de 1970, mas foi gravado em janeiro de 1969. Os Stones sempre negaram a relação com o nome)

Contudo, Mick Jagger declarou que o álbum era sobre destruição, acredito que até mesmo sobre os acontecimentos com a própria banda. 

“É uma espécie de música de fim do mundo, na verdade um apocalipse todo disco é assim. Vivíamos uma era muito difícil e violenta. Guerra do Vietnã, violência nas telas, pilhagem e destruição.” Conforme disse em 1995.

A própria capa, do artista Robert Brownjohn representa um pouco o caos. Os Stones como bonecos enfeitando um bolo, e abaixo uma pilhagem de pneu, relógio, pizza, fita magnética, e o disco tocando na base.

A contracapa mostra um pedaço de bolo tirado e um caos, com os bonecos caídos e o LP quebrado. 

Por fim, ouça o álbum completo abaixo e divirta-se: