Pioneiro do rock, Jerry Lee Lewis morre aos 87 anos.

Compartilhe

Jerry Lee Lewis, “The killer” morre aos 87 anos.

Por Sandro Abecassis

Um dos pioneiros e ícones do rock mundial, Jerry Lee Lewis, morreu nesta sexta-feira, 28, nos Estados Unidos. Autor de hits como, “Great balls on fire”, e “whola lotta shakin goin on”, o “The killer”, como era chamado, marcou os primeiros anos do rock and roll, ao lado de Chuck Berry, Little Richard e Elvis Presley, no entanto, seu instrumento era outro, o piano. 

As composições de Jerry Lee Lewis, tiveram influência do R&B, assim como a Country music, o pop e gospel. Com performances polêmicas para os anos 50, Jerry costuma tocar literalmente fogo no piano, fazia acrobacias, tocava em pé, e já nesta época “bangueava” com o longo topete loiro.

Jerry Lee Lewis – Credito LWE

Com sucesso vieram as polêmicas, ou vice-versa. Como por exemplo a descoberta do casamento com a prima Myra Brown de 13 anos, em 1958, quando ele tinha 23 anos. Além disso, o músico viveu altos e baixos por conta do álcool e drogas. Em 1986 entrou para Rock and roll hall of fame. A última vez que esteve no Brasil foi em setembro de 2009 para um show em São Paulo. 

Nascido na Lousiana, em 29 de setembro de 1935, o comunicado oficial da morte teve o seguinte texto: “Judith, sua sétima esposa, estava ao seu lado quando ele faleceu na casa dele, no condado de Desoto, no Mississipi”. O texto ainda ressalta que o cantor não estava com medo da morte, no entanto a causa do falecimento não foi informada, porém na semana passada no seu perfil do Instagram o músico lamentava estar gripado. 

Então, vamos relembrar  Jerry Lee Lewis:

Sandro Abecassis

Publicitário, radialista, pós graduado em educação inclusiva e gestão executiva de projetos.

WhatsApp chat