Mother e Julia, as canções de John Lennon em homenagem a sua mãe

John Lennon homenageou sua mãe em duas principais canções, Julia e Mother. Conheça sobre as composições.

Julia, mãe de John Lennon, morreu atropelada em 15 de junho de 1958, quando o ex-Beatle tinha 17 anos. O acontecimento resultou em um grande trauma para John, principalmente pelo fato de que naquele momento os dois estavam se reaproximando.

Para contextualizar, Julia deixou Lennon ainda pequeno para que sua irmã, Mimi, o criasse junto com o seu tio George.

Em 1958, John já havia fundado a banda The Quarrymen, que incluía Paul e George, os quais se tornariam a base dos Beatles. E Julia incentivava John a tocar, ensinou acordes para ele, e chegou a ver algumas apresentações da banda. 

 

Com a morte da mãe, John teve bastante apoio de Paul McCartney, que também havia perdido a sua para o câncer alguns anos atrás.

O fato é tão presente para os dois, que ambos chegaram a ser apresentar certa vez como The Nerk Twins, algo como, “Os gêmeos insignificantes”. John contava que se achava irmão gêmeo de Paul, pelos fato dois terem perdido a mãe.

Julia

John homenageou a mãe com a canção Julia no álbum branco em 1968. O dedilhado da canção saiu de outra música, Dear Prudence, do mesmo disco.

A letra teve influência de versos de Kahlil Gibran. Como por exemplo, “Half of what I say is meaningless, But I say it just to reach you, Julia” (Metade do que vou dizer é sem significado, Mas eu digo apenas pra te alcançar, Julia).

No entanto, nesta mesma música John cita Yoko, com o verso, “Ocean Child”, significando “criança do oceano”, que tem é o significado do nome Yoko em japonês. 

Dizem, que John via Yoko como se fosse sua mãe. E realmente, Lennon tinha uma dependência afetiva com a esposa, devido sua insegurança em relação a vida. Sendo assim, via nela uma forma de proteção materna.

Ouça: 

Mother

Já em carreira solo, Lennon compôs, “Mother”, em 1971, um grito primal pela falta da mãe:

Mother, you had me But I never had you I (Mãe, você me teve, mas eu nunca tive você).I wanted you You didn’t want me (Eu quis você, mas você não me quis)So, I.  I just got to tell you. Goodbye, Goodbye (Então eu, eu tenho apenas que te dizer, Adeus, Adeus)

Segundo John revelou em uma entrevista, os sinos que tocam no começo da canção foram inspirados em filme de terror que ele assistia na TV.

“estava passando um velho filme de terror, e os sinos soaram assim para mim. Provavelmente foi diferente porque esses foram os sinos desacelerados que usaram no álbum. Eles soaram assim e eu pensei, oh, é assim que vai começar ‘Mother’. Disse.

A canção é um grande lamento de Lennon, ao pedir que a mãe não se vá, e para que o pai volte para casa.

Alfred Lennon, pai de John conseguiu se reconciliar com ele por volta de 1968, inclusive morando na mansão Tittenhurst Park por um breve tempo. Ele morreu em 1976 vitima de câncer. 

Uma das versões de “Mother” poderosas, e quando John e a Plastic Ono Band executam a canção ao vivo em 1972 no Madison Square Garden em Nova Iorque. A música tem duas baterias. 

Veja: