Barbie fatura U$ 162 milhões e Oppenheimer U$ 82 milhões desde a estreia

“Barbenheimer” segue crescendo nas bilheterias. A comédia de fantasia muito cor-de-rosa de Greta Gerwig, “ Barbie ”, e o drama histórico extremamente sombrio de Christopher Nolan, “ Oppenheimer ”, tiveram uma abertura maior nos fins de semana do que o originalmente relatado.

“Barbie” arrecadou US$ 162 milhões em seu primeiro fim de semana de lançamento, acima da estimativa já recorde de US$ 155 milhões no domingo. O filme da Warner Bros., estrelado por Margot Robbie como a boneca de plástico fantástica, caiu apenas 9% em relação ao sábado, arrecadando US$ 43,7 milhões no domingo.

Essas vendas de ingressos classificam-se como o maior fim de semana de estreia do ano, superando “The Super Mario Bros. Movie” (US$ 146 milhões). “Barbie” também marca a maior estreia de um filme dirigido por uma mulher, superando o sucesso de bilheteria de Anna Boden e Ryan Fleck em 2019, “Capitã Marvel” (US$ 153 milhões).

 

“Este resultado histórico reflete o intenso calor, interesse e entusiasmo por ‘Barbie”, escreveu o presidente de distribuição doméstica da Warner Bros, Jeff Goldstein, em nota à imprensa. “Esta boneca realmente terá longas pernas longas.”

“Oppenheimer” também superou as expectativas com US$ 82,4 milhões, um pouco acima da enorme projeção de US$ 81,5 milhões de domingo. Nas bilheterias internacionais, a cinebiografia sobre o “pai da bomba atômica” somou US$ 93,7 milhões para um total global de US$ 174 milhões. Mesmo com uma bilheteria como Nolan no comando, é um começo notável para uma peça de três horas com pouca ação e muita conversa. É um dos melhores começos de um filme classificado como R, bem como um drama biográfico.

“Barbenheimer”

A mania cultural de “Barbenheimer”, completa com participações duplas de sucessos de bilheteria aparentemente diferentes com datas de lançamento correspondentes, ajudou a alimentar o maior fim de semana coletivo de bilheteria desde a pandemia. O mais impressionante é que a bilheteria atingiu seu quarto maior fim de semana da história, com mais de US$ 300 milhões em todo o setor. 

Os três melhores fins de semana de todos os tempos foram liderados pelas estreias de sequências em grandes franquias – “Vingadores: Ultimato” de 2019 (US$ 402 milhões coletivamente), “Vingadores: Guerra Infinita” de 2018 (US$ 314 milhões coletivamente) e “Star Wars: O Despertar da Força” de 2015 (US$ 313 milhões coletivamente).

 

Ambos os filmes de grande orçamento e resenhas arrebatadoras conseguiram esmagar as expectativas estratosféricas de pré-lançamento. No fim de semana, os analistas previam um início de US$ 100 milhões a US$ 110 milhões para “Barbie” e uma estreia de US$ 50 milhões para “Oppenheimer”. Só para constar, qualquer um desses resultados teria sido notável para filmes sem franquia no calor do verão.

“Barbie” somou US$ 182 milhões nas bilheterias internacionais, elevando sua arrecadação global para impressionantes US$ 337 milhões. Essas vendas de ingressos são especialmente notáveis ​​porque “Barbie” não tinha muito espaço em Imax ou telas premium de grande formato, que são mais caras do que o ingresso médio de um filme em 2D.

A razão pela qual “Barbie” só estava disponível em telas padrão é porque “Oppenheimer”, que foi filmado com câmeras Imax, quase monopolizou a pegada da indústria de grandes formatos premium. PLFs, onde Nolan prefere que seus filmes sejam vistos, contribuíram com 47% da contagem doméstica de “Oppenheimer”. Imax sozinho foi responsável por $ 35 milhões em vendas globais de ingressos.

“Em todo o mundo, vimos ingressos esgotados em shows às 4 da manhã e pessoas viajando horas além das fronteiras para ver ‘Oppenheimer’ em Imax 70mm”, diz o CEO da Imax, Rich Gelfond.