Ziggy Stardust, de David Bowie completa 50 anos de lançamento.

Compartilhe

2022 marca os 50 anos de Ziggy Stardust, de David Bowie.

O ano é 1972, no planeta terra, como sempre, guerras, atentados terroristas, regimes autoritários, no entanto para compensar, uma efervescência cultural sem precedentes, livros, filmes, rock, além de movimentos sociais em prol da dignidade e liberdade humana. 

E então, eis que cai na terra o extraterrestre, andrógeno, sem sexo definido, magro, cabelo laranja, e roupas coladas ao corpo, Ziggy Stardust, personagem criado pelo genial David Bowie para o disco – The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars, que completa 50 anos em 2022. O alienígena tinha como missão ajudar os seres humanos em sua caminhada no planeta. 

Inspiração

Relembre curiosidades da carreira de David Bowie | Jovem Pan

Bowie foi buscar inspiração para a criação do personagem em vários lugares. A cultura japonesa trouxe influência do teatro Kabuki, como a maquiagem forte, inclusive inspirando o famoso desenho de raio. Além disso, a contratação do estilista Kansai Yamamoto ajudou a compor alguns figurinos para as turnês.

The Rise and Fall Of Ziggy Stardust And The Spiders From Mars Vinyl LP

Agora, a concepção roqueira do álbum é inspirada tanto nos amigos Americanos Iggy Pop e Lou Reed, assim como no cantor inglês Vince Taylor, um Elvis bem loucão. E igualmente, na musicalidade de Legendary Stardust Cowboy, que acabou batizando o sobrenome do alienígena. 

Uma curiosidade é que o nome Ziggy, saiu de um letreiro de alfaiataria e coincidentemente parecia um trocadilho com Iggy. 

DAVID BOWIE by MICK ROCK Bowie, Iggy, Lou, Dorchester Hotel, London, 1972 -  Wall of Sound Gallery - Fine Art Music Photography
David Bowie, Iggy Pop e Lou Reed

Espertamente, David Bowie queria sair da imagem hippie que havia construído durante os dois álbuns anteriores, até porque a realidade mundial conseguiu demolir toda a utopia do movimento hippie, e Bowie sacou.

Ziggy Stardust “leva” Bowie ao estrelato sendo determinante para a gestão da sua carreira no futuro. A extravagância do cantor no palco, roupas, botas, corte de cabelo, maquiagens, dança, influenciou toda uma geração, dos punks a nascente música eletrônica. Nas ruas de Londres os fãs levavam a sério Ziggy, tanto que  usavam o figurino do personagem no seu cotidiano. Talvez isso tenho assustado David Bowie.

A morte de Ziggy

David Bowie's 'Ziggy Stardust' to get 50th anniversary re-release

Em julho de 1973, no auge, Bowie decidiu durante um show em Londres anunciar o fim de Ziggy Stardust. Encerrava ali um ciclo, mas muitos ainda viriam  

A decisão em “matar” o alienígena no auge, pode ter sido uma jogada de marketing, mas de certo foi uma questão de sobrevivência de carreira. Sem dúvida, caso continuasse, com certeza cansaria o público e cairia na mesmice ou seria uma imitação de si mesmo. 

Para os fãs tem novidades neste 50 anos, como o livro de Simon Goddard David Bowie: A construção de Ziggy Stardust – que desvenda a construção do personagem, e será lançado em 31 de agosto, mas já está disponível para a pré-venda no site da Amazon.com. A obra faz parte de um pacote de comemoração que conta ainda com uma versão de “Starman”, gravada especialmente para o programa “Top of the Pops” da BBC, onde Bowie no início da música troca a frase ‘Goodbye, love’ pelo trocadilho ‘Hey, brown cow’.

Por fim, confira no vídeo abaixo: 

Sandro Abecassis

Publicitário, radialista, pós graduado em educação inclusiva e gestão executiva de projetos.

WhatsApp chat