Surf adaptado ganha importante apoio de Cooperativa

Compartilhe

Únilos é patrocinadora do atleta Fidel Teixeira, o Mãozinha, que está prestes a tornar-se campeão catarinense

Seguindo os princípios do cooperativismo e engajada nas ações sociais e ambientais, que valorizam a comunidade e transformam vidas, a Cooperativa de Crédito Únilos, que atua na Grande Florianópolis, oferece um importante apoio ao surf adaptado.

A cooperativa é patrocinadora oficial do atleta Fidel Teixeira, o Mãozinha, que está prestes a tornar-se Campeão Catarinense, após conquistar a 2a colocação no Circuito Municipal Garopabense de Surf, no último dia 28 de novembro, em Garopaba.  

De acordo com Guilherme Freitas de Carvalho, head de Comunicação e Marketing, oferecer o apoio financeiro para auxiliar a carreira do Mãozinha é só um pedacinho dessa grande oportunidade que a Únilos abraçou. “O patrocínio motiva toda a cooperativa, colaboradores e cooperados.  O Fidel passou a ser o nosso ídolo e o surf adaptado o nosso esporte. Torcemos por eles, queremos conhecer as limitações das pessoas e auxiliar para dar visibilidade a esta condição”, explica Carvalho.    

O surf que salva

Paulo Renato Loreto, Fidel Teixeira e Derek Rabelo_Crédito WSL_MARCIO DAVID

Apaixonado pelo surf desde os 12 anos de idade, Mãozinha sofreu um acidente de moto a caminho do trabalho, em 2007, que o fez perder 100% dos movimentos do braço esquerdo. “Após cirurgias, e várias tentativas de recuperar os movimentos, o meu médico na época falou: – Fidel, você não vai mais surfar! Eu respondi: 

– Negativo, eu vou surfar sim e ainda vou lhe enviar um vídeo como prova. O acidente aconteceu, e eu precisava encarar.”, conta o surfista.  

O mar seguiu sendo o seu refúgio de lazer, e, em 2015, conversando com um amigo que possui uma lesão parecida, Fidel conheceu a categoria de surf adaptado. “Ele me incentivou muito, principalmente pela representatividade, e na minha primeira competição, que foi na Joaquina, acabei ficando em segundo lugar”, lembra.

A partir de então, o surfista percebeu que poderia ser protagonista de algo muito maior.  Foi aí que surgiu, em 2016, a ASSF – Associação Surf Sem Fronteiras, que reúne um grupo de voluntários com o mesmo objetivo, que é tornar o surf um esporte acessível para todas as pessoas. “Queremos que todos tenham a oportunidade de exercer seu direito de cidadão aos espaços de praia, que possam sentir o mar, se exercitar e ser visto nestes locais. Não só os deficientes, mas todas as pessoas que são exclusas.” Conforme explica Mãozinha, que conclui: “meu maior objetivo nas competições é mostrar a importância do processo de inclusão e o apoio da Únilos vem ao encontro disso, possibilitando o crescimento do esporte e a visibilidade para que as estruturas melhorem e tornem-se acessíveis”. 

Etapa final

Nesse momento o atleta vem garantindo o título que vai ser confirmado na última etapa do Campeonato Catarinense, organizado pela ASJ (Associação de Surf da Joaquina) e que será disputada nos dias 18 e 19 de Dezembro, nas ondas da praia da Joaquina. Sendo assim, caso o título se confirme, Mãozinha encerrará o ano de 2021 como Campeão Garopabense, Vice Campeão ASJ e Campeão Catarinense. 

WhatsApp chat