Stress emocional, o problema e a solução.

Compartilhe

O Stress emocional é o estopim para muitas doenças no organismo, que vão de problemas no coração, úlceras ou derrames cerebrais. O dia corrido, a cobrança de um padrão social, crises financeiras, tensões, medos, ansiedade, desemprego ou simplesmente acúmulo de trabalho e compromissos diários podem sem dúvida causar um quadro de Stress emocional.

Segundo a OMS – Organização Mundial da Saúde – o quadro de Stress emocional atinge em algum momento cerca de 90% da população. Sendo assim, não escolhe classe social, raça ou gênero, todos temos que ficar atentos as sintomas, vamos a eles:

Ansiedade excessiva, cansaço contínuo, mau humor, dores de cabeça constantes, tristeza e angústia, variação de humor, agitação, irritação, insônia, desmotivação, gastrite nervosa, diarreia, aumento ou perda de peso, medo, falha na memória, falta de paciência, baixa autoestima, falta de concentração, ardência no peito, baixa produtividade, taquicardia, são os sinais de  alerta.

As reações são diferentes em cada pessoa, mas os sintomas em sua maioria são estes, muitos se isolam, outros tendem a fugir deixando o lugar onde mais se sentem afetados, os medos tendem a ser irracionais como se chover, medo de alagação, se está muito calor medo de incêndios. Certamente todos associados a um quadro de ansiedade contínua e stress emocional.

Umas dicas para combater o Stress emocional:
  • Primeiramente mantenha o equilíbrio nas diversas áreas da sua vida;
  • Identifique situações que têm provocado o seu estresse e tente resolver;
  • Cuide das emoções;
  • Alimente-se com qualidade;
  • Pratique atividade física, por exemplo, natação, caminhada, yoga;
  • Procure rir até dos fracassos;
  • Converse com alguém que confie;
  • Brinque os animais de estimação;
  • Tenha uma boa alimentação;
  • Leia um bom livro:
  • Assista bons filmes;
  • Fale dos seus sentimentos;
  • Não guarde sentimentos negativos;
  • Evite se preocupar com os problemas;
  • Seja otimista;
  • Faça check-ups regulares;
  • Elimine sentimentos sabotadores;
  • Descarte pensamentos destruidores;
  • Acabe com hábitos e comportamentos limitantes;
  • Busque uma religião ou algo que lhe faça ter esperança;
  • Lembre-se, tudo passa!

Por fim em casos mais graves, lembre-se sempre de procurar ajuda profissional, psicólogos, terapeutas ou clínicos gerais. Se tiver empregado comunique a situação ao seu chefe e RH.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat