Santa Catarina já tem mais de 48 mil vacinados contra o coronavírus.

Compartilhe

Informação do total de vacinados foi feito pela secretaria de saúde.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica, informa que até o final da tarde desta terça-feira, 26, Santa Catarina já aplicou 48.733 doses da vacina contra a Covid-19. O dado foi feito com base em informações enviadas pelos municípios entre os dias 19 a 26 de janeiro, já que o sistema para registro das doses do Ministério da Saúde (MS) mostrou instabilidade.

Entretanto, como não são todos os municípios que divulgaram as informações, o levantamento é preliminar e o número pode ser maior.

“O Governo do Estado está fazendo a parte que lhe compete, que é a logística de distribuição das vacinas em todo o território, além de dar apoio aos municípios. É importante mantermos um ritmo acelerado de vacinação das doses que chegam. Garantimos que as vacinas chegarão rapidamente às prefeituras assim que repassadas pelo Ministério da Saúde”, afirma o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro.

Primeira remessa.

Na primeira remessa, o Estado recebeu um total de 144.040 doses da vacina contra a Covid-19 da empresa Sinovac/Butantan. A distribuição teve 71.040 doses para as 17 Unidades Descentralizadas de Vigilância Epidemiológica (UDVEs) de Santa Catarina, que armazenaram e distribuíram as doses a todos os 295 municípios catarinenses.

As doses restantes estão na Central Estadual de Rede de Frio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE) para aplicação da segunda dose. Esse envio ocorrerá a partir do dia 02 de fevereiro. Contudo, para que a pessoa esteja imunizada, é necessária a aplicação de duas doses, com intervalo de 15 dias.

“Considero que todo o planejamento e execução da logística de distribuição das vacinas foi um sucesso. Em uma ação conjunta entre Secretaria Estadual de Saúde, órgãos de segurança, Defesa Civil e municípios, conseguimos transportar as vacinas em segurança, preservando sua qualidade. Todo esse trabalho ocorreu sem nenhuma intercorrência”, de acordo com Eduardo Macário, superintendente de Vigilância em Saúde de SC.

Segundo e terceiro lote

No dia 24 de janeiro o estado recebeu 47,5 mil doses da empresa Oxford/AstraZeneca.

Esta vacina também será usada no esquema vacinal de duas doses, mas o intervalo entre as doses é de 12 semanas. Assim, toda soma foi para as regionais de saúde nos dias 25 e 26 de janeiro.

Com intervalo maior, existe a expectativa de que a segunda dose chegue com o início da produção nacional da vacina pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), com data para iniciar em fevereiro. No dia 25 de janeiro, foram recebidas mais 21,6 mil doses da Sinovac/Butantan.

Nesta etapa da campanha, o público-alvo é de pessoas acima de 60 anos, com deficiência, residentes em instituições de longa permanência, povos indígenas aldeados, bem como trabalhadores de saúde.

Foto: Cristiano Estrela.

Grupos prioritários

Como a soma de doses vindas até o momento cobre um pouco mais da metade da estimativa do total de profissionais de saúde cadastrados, foram realizadas duas reuniões da Comissão Intergestora Bipartite (CIB), com gestores estaduais e municipais, que deliberaram critérios para priorização da vacinação dos trabalhadores de saúde.

As prioridades são os grupos de trabalhadores de saúde que prestam atendimento direto a pessoas com Covid-19. Dentre eles,  que atuam em UTI, emergências, hospitais, ambulatórios, unidades de coleta e diagnóstico de Covid-19, além de Atendimento Médico Pré-hospitalar móvel catarinense.

Dessa forma, é fundamental que trabalhadores da saúde se imunizem logo. Estes profissionais atuam na linha de frente e precisam de imunização contra a COVID-19

Contudo, no fim dessa etapa, a vacinação amplia para outros grupos, com idosos, bem como portadores de comorbidades.

WhatsApp chat