Quero emagrecer, mas não vivo sem refrigerante: posso tomar a versão zero?

Compartilhe

Ao iniciar uma dieta para emagrecer, muitas pessoa trocam o refrigerante normal pelo zero (ou diet). A substituição até parece fazer sentido, afinal, a bebida zero não tem calorias nem açúcar —alimento que, em excesso, é um dos grandes responsáveis pelo ganho de peso.

Porém, em uma alimentação saudável, devemos olhar para além das calorias. Assim como o normal, o refri zero é uma bebida ultrapassada. Segundo o Guia Alimentar para a População Brasileira, esse tipo de produto deve ser evitado, pois a maioria de suas substâncias é artificial e há poucos ingredientes naturais.

Estudos mostram que o consumo regular de alimentos ultraprocessados está associado a diversas doenças, como diabetes, pressão alta, infarto e obesidade, além de elevar o risco de ter 34 tipos de câncer (alguns raros).

Geralmente, refrigerantes zero, light ou diet contêm adoçantes artificiais. A alta ingestão desses composto químicos já foi associada, inclusive, ao ganho de peso, por confundir os receptores de insulina (hormônio responsável pelo acúmulo de gordura corporal). 

Seja para emagrecer, seja para ter saúde, beber água é a melhor maneira de manter o corpo bem hidratado.

Quando estiver com muita vontade de tomar uma bebida com sabor, aposte em chás quentes ou gelados (sem açúcar). Chá preto, verde, mate, de erva-doce são algumas das inúmeras opções —veja aqui 6 receitas saborosas e saudáveis de chás e sucos.

Por fim, a nutricionista Samantha Rhein traz uma sugestão de chá:

  • bolo simples de laranja (sem recheio nem cobertura)
  • chá de ervas

Fonte:UOL