Os Bastidores das Fotos Históricas dos Beatles em Hamburgo

Compartilhe

Astrid Kirchherr imortalizou os Beatles em Hamburgo, em uma série de fotos que capturaram a essência crua da banda naquele momento.

Em outubro de 1960, Os Beatles estavam desanimados em Hamburgo, afinal a descoberta de que George Harrison era menor de idade, acabaria com a expulsão do guitarrista de volta para Liverpool, e a banda teria que arrumar um novo integrante para cumprir o contrato de “aviso prévio” até novembro com Bruno Koschmider. Aliás o alemão estava furioso com a banda porque eles flertavam com o rival Top Ten, e Bruno não gostava que as bandas do seu clube tocassem em outro pub.

Pete Best sugeriu o amigo Chas Newby para o lugar de George, e então John pediu que ele mandasse uma carta para o guitarrista, mas o jovem respondeu não poder. A solução era arrumar um contrato com outro clube, que seria o Top Ten, mas George de qualquer forma teria que voltar para a Inglaterra. 

Sendo assim, nesse intermediário, Astrid Kirchherr, namorada de Stuart Sutcliffe sugeriu uma sessão de fotos para a banda. A propósito, a sessão que Kirchherr fez foi a primeira dela, e a primeira oficial dos Beatles.

Os Bastidores das Fotos Históricas dos Beatles em Hamburgo
Astrid Kirchherrr em um autoretrato.

LEIA MAIS: A importância de Ivan Vaughan para o começo dos Beatles.

Mês gelado

O mês de outubro estava extremamente frio, com as temperaturas chegando a -3º C, mas John Lennon, com seu jeito rebelde mesmo assim chegou a fazer a famosa fotografia só de cueca, quepe e meias do lado de fora do Kaiserkeller. 

Os Bastidores das Fotos Históricas dos Beatles em Hamburgo

Alguns dias depois, Astrid conseguiu espremer os rapazes dentro do seu fusca para a famosa sessão de fotos organizada por ela. “Eles nem acreditaram quando sugeri, eu nem acreditei quando vi que ficaram felizes”. Disse Astrid. 

O local escolhido foi o Heiligengeistfeld, na feldstrasse, onde havia o parque de diversões Dom em Hamburgo. Astrid tirou cerca de 12 fotos, quase idênticas. A primeira em grupo, com John, Paul, George, Pete e Stu na frente de um caminhão com a caçamba aberta e as vigas da montanha russa atrás. A foto se tornou uma das imagens definitivas dos Beatles naquele período. 

Os Bastidores das Fotos Históricas dos Beatles em Hamburgo
Pete, George, John, Paul e Stu. Foto Astrid Kirchherr.

“Eu gostei dos arredores ásperos, do metal enferrujado, dos pedaços de ferro e dos caminhões. Aquele visual se encaixava com a aparência crua dos Beatles, mas quando você olha para os seus rostos, em comparação ao cenário acidentado, aquele era o contraste que eu buscava”. Lembrou  Kirchherr no Livro Tune In de Mark Lewisohn. 

Fotos individuais.

Os Beatles haviam tocado na noite anterior, e como sempre dormiram pouco. E então, Astrid fotografou os rostos individuais.

John em outubro de 1960, Foto Astrid Kirchherr.

Astrid lembra que eles estavam sérios, e John não quis imitar uma pessoa aleijada e deixou a fotógrafa chegar bem perto do seu rosto, onde capturou não só a sensibilidade do guitarrista mas sua vulnerabilidade. Com stu desfocado ao fundo.

Paul em outubro de 1960, Foto Astrid Kirchherr.

Com Paul, Astrid capturou o músico de forma natural, sem caretas e com as sobrancelhas eriçadas, trazendo a figura de esperteza e o próprio relacionamento distante que ele tinha com Astrid. 

Já com George, Kirchherr teve a sensibilidade de tentar ocultar as grandes orelhas do jovem, que para ele incomodavam, mas a intenção era trazer a ingenuidade e rosto ainda infantil do guitarrista. 

Pete Best, arredio como sempre, abandonou a sessão de fotos e não teve o registro de um fotografia individual, esses pequenos comportamentos do baterista, aliado a sua baixa qualidade técnica levariam a ser demitido anos depois. Em outros takes, Astrid fotografou John, Stu e George em cima de um antigo caminhão militar.

George, Stu e John. Astrid Kirchherr.

LEIA TAMBÉM: Os Wings gravaram parte de álbum em um catamarã no caribe nos anos 70.

Astrid no círculo dos Beatles. 

Ao final da sessão, Astrid levou a banda para um almoço em sua casa, na 45a Eimsbuttler Strasse. O estilo da casa impressionou John e George, por conta dos quatro andares, sótão, jukebox, e os diversos LPs de Jazz, e livros. Além do mais o quarto de Astrid já visitado por Stu, era todo preto, contrariando a mãe da jovem, Nielsa, mas como Astrid havia perdido o pai, Emil em 1958, a garota tinha alguns mimos. 

Os Beatles não só comeram, mas tiveram as roupas lavadas e passadas. Um filme que relata de forma mais precisa esta época é “Backbeat: os cinco rapazes de Liverpool”, de 1994.

Astrid Kirchherr ainda fez outras fotos da banda em Hamburgo. Da mesma forma em Liverpool, após a morte de Stuart Sutcliffe, quando a banda já caminhava para o sucesso.

Astrid Kirchherr nos últimos anos.

A fotógrafa, viajou com a banda para as ilhas Canárias em 1963. Participou do filme, “A Hard Days Night”. E acima de tudo, sempre esteve discretamente ligada a banda durante todos aqueles anos. Por fim, Astrid Kirchherr morreu em 12 de maio de 2020