Músico Luciano Candemil entra em estúdio para gravar seu novo EP

Compartilhe

Dois de Fevereiro é o novo trabalho autoral do artista, desenvolvido a partir de sua trajetória acadêmica focada nos ritmos afro-brasileiros e de diversos intercâmbios realizados na Bahia

Músico e produtor cultural, Luciano Candemil é, também, um pesquisador bastante empenhado na riquíssima música de ascendência afro-brasileira. Em 2021, o artista concluiu o Doutorado em Música pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) estudando, justamente, a vasta gama de ritmos afro-brasileiros. Agora, esse amplo trabalho de pesquisa, que Candemil desenvolve há alguns anos, serve como base para a produção do EP Dois de Fevereiro, que está em processo de gravação e tem lançamento previsto ainda para este ano.

Neste trabalho, Luciano Candemil, percussionista de origem, propõe uma abordagem diferente da usual para a construção dos arranjos das músicas e em seu processo de gravação. A estrutura das canções foi criada a partir da estrutura rítmica e os instrumentos de percussão estão sendo gravados antes de todos os demais, percorrendo uma espécie de caminho inverso do comumente utilizado. Assim, os ritmos afro-brasileiros e os elementos percussivos assumem papel de protagonismo e atuam como elementos estruturantes na criação.

EP Dois de fevereiro.

O EP Dois de Fevereiro é o segundo da carreira do artista, além de já ter lançados um disco e alguns singles. O trabalho será composto por quatro músicas autorais, com letras assinadas por Candemil, que também é compositor. Assumindo papel de cronista da realidade em que está imerso, o músico estabelece uma narrativa perpassada pela ancestralidade presente nos ritmos que estuda em constante diálogo com suas experiências cotidianas enquanto músico, cidadão, pesquisador e educador.

Este é, portanto, um trabalho autoral de um percussionista e compositor, que utiliza muito da sua pesquisa acadêmica e de inúmeras vivências no estado da Bahia. Mas Candemil reflete sobre a busca por uma sonoridade que não soe descolada do local em que ele está inserido enquanto artista e tudo o mais que desenvolve na vida. “Tenho consciência que estou gravando esse EP aqui em Balneário Camboriú e que eu sou um cidadão catarinense. Então, para realçar essa conexão entre a Bahia e o nosso estado, adotei como elemento de colagem o uso de bastante guitarras de rock. A percussão e as guitarras dão a força e a cara desse trabalho. Também estamos usando a bateria com bastante balanço, ajudando a fazer a conexão da percussão afro-baiana com a guitarra rock n’ roll”, comenta.

Por fim, a gravação do EP Dois de Fevereiro, de Luciano Candemil, acontece através da Lei de Incentivo à Cultura, edital 007/2021, da Fundação Cultural de Balneário Camboriú.

WhatsApp chat