Ministério do turismo cria Selo turismo responsável.

Compartilhe

O Ministério do Turismo (MTur) lançou o selo Turismo Responsável, uma certificação, disponível na internet, que tenta assegurar a turistas, viajantes e consumidores que o hotel ou pousada onde se instalaram e o bar ou restaurante onde fazem refeições estão cumprindo requisitos de higiene e prevenção contra a covid-19.

O selo é gratuito e está vinculado ao Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur). Deve ser colado em local de fácil acesso aos clientes e contém QR Code pelo qual o turista poderá verificar as medidas adotadas pelo estabelecimento.

A ferramenta também possibilitará o encaminhamento de denúncias que, em caso comprovado do descumprimento de exigências, poderá resultar em revogação do selo.

Primeiramente a medida segue a etapa para a retomada de atividades turísticas, paralisadas desde março por causa da pandemia do novo coronavírus.

A iniciativa, validada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), atende preocupações de empresários do setor que querem voltar aos seus negócios. Contudo, com a certeza de não expor turistas, nem empregados a riscos de contágio.

Para o secretário de Integração Interinstitucional do Ministério do Turismo, Bob Santos, os novos protocolos sanitários de biossegurança vieram para ficar.

“Em um primeiro momento da retomada do turismo a escolha dos viajantes será por viagens de curta duração, em fins de semana ou feriados prolongados. Os destinos de natureza, de aventura, de base comunitária e de ecoturismo serão os mais procurados, tendo em vista a baixa aglomeração de pessoas”. Afirma.

A temporada em Santa Catarina.

Pensando na próxima temporada, as entidades, empresários e órgãos ligados ao turismo em Santa Catarina, já começaram a planejar o desenvolvimento de ações para o verão de 2021. A secretaria de turismo de Balneário Camboriú por exemplo, fez uma live com gestores de turismo, inclusive internacionais, com a finalidade de discutir estratégias para fomentar o setor.

Recentemente Agência de Desenvolvimento do Turismo – SANTURrealizou uma pesquisa com diversas entidades de classe para entender como a pandemia afetou os negócios. Setores como hotelaria, restaurantes, agências de viagens e lazer responderam o questionário, que terá como propósito planejar o incentivo a novos projetos, investimentos, empréstimos com juros acessíveis, além de renegociações de dívidas.

Praia da Joaquina. Divulgação MTur.

A SANTUR também criou manuais para boas praticas dos setores ligados ao turismo e serviços.

Uma das principais festas de Santa Catarina – A Oktoberfest de Bluemanau – alterou a data do evento para o mês de novembro, contudo, ainda existe chance de cancelamento. Decisão que será tomada até agosto. 

O Beto Carrero World, planeja reabertura, com diversos protocolos rígidos de segurança e higiene, inclusive com a redução do público.

Santa Catarina está entre os dez principais destinos do Brasil, as principais cidades visitadas por turistas no verão são, Florianópolis, Bombinhas, Balneário Camboriú e Itapema. 

Com informações da Agência Brasil.

Sandro Abecassis

Publicitário, radialista, pós graduado em educação inclusiva e gestão executiva de projetos.

WhatsApp chat