Idosa em tratamento cria peças em crochê para doação.

Compartilhe

Marlene Scheurich, de 65 anos, faz tratamento contra o câncer com quimioterapia há um ano e meio. Contudo, mesmo internada no  Hospital Santo Antônio, em Blumenau, ela decidiu fazer o que mais gosta, crochê, além disso todas as peças que faz, doa para recém-nascidos da unidade hospitalar.

Mesmo antes de descobrir o câncer, Marlene já ajudava a instituição fazendo os Polvos do projeto Octo, que auxilia bebês das unidades neonatal. Os recém-nascidos se sentem acolhidos com os bichinhos de crochê, ajudando na frequência cardíaca e respiração.

Fotos do projeto polvo

A idosa faz suéteres, meias, luvas, tocas, tudo enquanto aguarda a sessão acabar.

“Algumas semanas atrás alguém colocou na caixa de doações do meu condomínio muitos rolos de linha para crochê. Eu estava de saída pro hospital e acabei levando os rolos para a Dona Marlene, minha paciente. É o passatempo dela enquanto está no hospital fazendo quimioterapia. Nos últimos dias ela estava mais calada, pois tinham acabado suas linhas, e, quando entreguei os rolos ficou muito feliz” — destaca a fisioterapeuta Ellen Santana.

Uma empresa doou caixas de linhas de crochê para que o trabalho continuasse, e a produção aumentou, tudo doado para a unidade hospitalar.

Peças confeccionadas por dona Marlene.

Voluntariado de Santa Catarina é destaque nacional

Luke nelson

Jornalista, redator e editor esportivo

WhatsApp chat