Floram e IMA fazem nova vistoria na Lagoa da Conceição

Compartilhe

Local está impróprio para banho em toda a sua extensão

Floram e IMA realizaram vistorias por toda a manhã desta quarta-feira (3), na Lagoa da Conceição, tanto em terra, quanto na água.

Acima de tudo, a vistoria em terra foi na área da ETE da Barra da Lagoa, e contou com a CASAN. Na água, realizaram inspeção visual em vários trechos da laguna, incluindo o Canal da Barra, e ao longo da margem oeste.

Local está impróprio para banho em toda a sua extensão

Os pesquisadores do Projeto “Ecoando Sustentabilidade” da UFSC acompanharam a vistoria embarcada e realizaram coletas . O objetivo é de monitorar o afloramento de microalgas que produzem substâncias tóxicas. Devido esta razão deve-se evitar o contato com a água, conforme comunicado feito pela Floram e IMA nesta manhã.

Local está impróprio para banho em toda a sua extensão

“Enquanto essa alga continuar a apresentar concentrações elevadas na água, e não tivermos certeza sobre as possíveis consequências para a saúde humana e do ecossistema da lagoa, por precaução, entendemos que todo o ambiente deve ficar com uso restrito.” – diz Mariana Coutinho, bióloga da FLORAM e membro do Grupo de Trabalho Especial criado para atender o caso da lagoa.

Floram, IMA e UFSC seguem na Lagoa da Conceição para achar soluções em curto, médio, assim como longo prazo. Por fim, a divulgação de resultados ocorrem nos próximos dias, até que a Lagoa volte a sua normalidade.

Local está impróprio para banho em toda a sua extensão

Fotos: PMF

WhatsApp chat