Equipe da UFSC é premiada em competição com projeto de carro elétrico.

Compartilhe

A equipe Ampera Racing – UFSC SAE Elétrico, recebeu um prêmio especial por ter apresentado o conceito de drivetrain mais inovador na Formula Student Online, finalizada no último sábado, 8 de agosto.

Única representante do Brasil nas finais da competição internacional, a equipe sediada no Centro Tecnológico (CTC) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), ficou na quarta posição geral, na segunda colocação nas provas estáticas ligadas ao conhecimento de projeto e seu gerenciamento, bem como terceira posição no Engineering Design Event e no Business Plan Presentation Event. 

“Ficamos absolutamente felizes e orgulhosos com esse resultado. Conseguimos provar que o nível da engenharia brasileira está no mesmo patamar das gigantes alemãs. Deixamos para trás times grandiosos, que estão no topo do ranking mundial”, conta Christian Baggio, head de Aerodinâmica da Ampera, que reúne cerca de 45 participantes.

“Nossa participação na Formula Student Online é um feito inusitado desde sua concepção, embora, a competição, por si só, também ser inusitada. A atual pandemia trouxe sérias consequências ao mundo como um todo, e o nicho das competições estudantis não ficou de fora. Anunciada por duas grandes competições europeias – a Formula Student East e a Formula Netherlands – a Formula Student Online surgiu como uma oportunidade de ainda podermos competir durante o ano de 2020, apesar das limitações sanitárias e econômicas, para as equipes de ambos eventos”, acrescenta então, Luiza Branco, aluna de graduação do Departamento de Engenharia Mecânica da UFSC e analista de Marketing da Ampera Racing.

Planejamento competitivo.

Desde o início da competição, em junho, a equipe direcionou esforços às duas principais provas da competição, Engineering Design Event e Business Plan Presentation Event. Tais provas consistem em entregas de apresentações por vídeo sobre os subsistemas do carro, a gestão, plano de negócios.

Dessa forma, após as entregas, houve um período de análise dos juízes, e envio de perguntas sobre o projeto. Portanto, sendo ainda parte da segunda etapa das provas em que a Ampera ficou em terceiro lugar, entre as 21 equipes.

“Poder representar o Brasil e a nossa universidade nesse evento é motivo de muito orgulho e satisfação para a Ampera. Nada disso seria possível sem o apoio da universidade, dos nossos familiares e amigos”, afirma Luiza.

“Esperamos que possamos transmitir a grandeza desse resultado para nossos stakeholders e receber mais investimento na equipe, para que continuemos nessa crescente evolução nas futuras competições presenciais. Conclui Christian, que é também graduando do Departamento de Engenharia Mecânica.

Por fim, todos os resultados estão disponíveis inclusive no site oficial da competição

WhatsApp chat