Doutorando da Udesc Lages vence concurso no Reino Unido

Compartilhe

De Lages para o Reino Unido.

Rovier Verdi, doutorando em Produção Vegetal do Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) em Lages, foi o vencedor do concurso “Three Minute Thesis (3MT)”, da Universidade de Coventry, no Reino Unido. 

Na competição, pesquisadores de pós-graduação deveriam apresentar, em três minutos, os tópicos mais relevantes e o significado das pesquisas que estão realizando. Dos 10 finalistas, Rovier foi escolhido pelo painel de jurados.

Contudo, entre os finalistas, havia, ainda, outro aluno da Udesc Lages: Leonardo Felipe Faedo, também do Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal.

Ambos são doutorandos da Udesc e da Universidade de Coventry, igualmente, tem orientação pelo professor Pedro Boff e Leonardo, pela professora Aike Anneliese Kretzschmar. Embora, no Reino Unido, os dois têm a professora Júlia Wright como orientadora.

Vencedor compartilha pesquisa sobre produção sustentável de arroz

Intitulada “Resolvendo os desafios da produção sustentável de arroz para agricultores familiares no Brasil e no mundo”, a pesquisa e a apresentação de Rovier apontaram alguns dos impactos negativos dos atuais sistemas de produção de alimentos à luz das mudanças climáticas e da perda da biodiversidade.

Ele também refletiu sobre a experiência da própria família no cultivo de arroz, além dos desafios devido ao uso crescente de pesticidas e fertilizantes químicos.

A pesquisa reuniu interessados ​​do Brasil, Europa e Reino Unido a fim de melhorar a vida dos agricultores ao redor do mundo.

Próxima etapa da competição nacional acontece no Reino Unido

Por fim, Rovier representará a Universidade de Coventry na final nacional do Three Minute Thesis, ao lado dos vencedores de outras universidades do Reino Unido. “Desejo inspirar os jovens rurais a terem uma melhor qualidade de vida como agricultores, a poderem permanecer nas fazendas onde cresceram, produzindo alimentos saudáveis ​​e protegendo o meio ambiente”, disse o doutorando em notícia publicada no site da universidade inglesa.

Informações Tatiane Rosa Machado da Silva/UDESC