Diretoria da CELOS faz balanço do ano

Compartilhe

Entre os números de destaque em 2022 estão os R$ 350 milhões pagos aos assistidos e pensionistas

Com a chegada de um novo ano vem também a hora de fazer o tradicional balanço. E a CELOS em 2022 teve como lema a superação. Em um período pós pandemia, que ainda aspira cuidados, e um cenário político e econômico com instabilidades, os especialistas da entidade tiveram que recriar processos para driblar o cenário e superar a performance nos investimentos.

Para a presidente da Fundação, Vanessa Rothermel, 2022 foi um ano de adaptações decorrentes das exigências do setor previdenciário e de saúde, e a CELOS precisou se reconfigurar. “Este ano foi marcado por muitas mudanças que permitiram uma nova estratégia de crescimento. Mas isso, não foi uma justificativa para ficarmos estagnados e fazendo sempre as mesmas coisas. Juntamente com a participação de todos, principalmente das sugestões recebidas, nós conseguimos rever o nosso processo, visando sempre a segurança da entidade e a excelência nos serviços de atendimento”, avalia.

Além disso, ela aponta o lançamento do Plano CELOS Família como uma estratégia, para garantir a sustentabilidade da entidade como um todo. Sendo que, isso foi construído através de muitas trocas com os participantes. Como novidade para o próximo ano a presidente traz a ampliação dos canais de comunicação. Em 2023 o atendimento também poderá ser realizado via whatsapp. Serviço que vem para melhorar ainda mais a assistência aos participantes e aos aposentados.

Florianópolis recebe Licença Ambiental Prévia para Parque Urbano e Marina Beira-mar

Entre os números de destaque da CELOS em 2022 estão os R$ 350 milhões pagos aos assistidos e pensionistas, além dos mais de 80 mil atendimentos realizados. De acordo com o diretor de seguridade, Paulo César da Silveira, só este ano foram aproximadamente 50 mil na área de saúde e odontológica. Além dos atendimentos de outras atividades, através dos canais de comunicação, que somaram mais de 30 mil.

“Há alguns anos estamos investindo e aprimorando o setor de comunicação, principalmente com a oferta de novos canais. Sempre com a missão de melhorar o relacionamento com nossos participantes – ativos, assistidos e pensionistas”, explica Silveira.

Já para o diretor administrativo-financeiro, Henri Machado Claudino, que encerra este ano o seu segundo mandato, tendo mais de 12 anos dedicados ao trabalho administrativo da Fundação, este foi um ano em que a CELOS evoluiu em governança, melhorias nos atendimentos e lançou um novo produto: o Plano CELOS Família – Um plano previdenciário para a família do celesquiano.

“Estou encerrando mais um ciclo e o que fica é a sensação de dever cumprido, sendo que nesse tempo conseguimos reestruturar toda a parte de investimentos, que está apta para cumprir suas obrigações e pagar os benefícios como eles são contratados. Além disso, fico em paz pois sei que vem uma nova diretoria extremamente capacitada para dar sequência ao trabalho que já iniciamos”, avalia Claudino.

Além disso, o diretor destaca que, mesmo tendo sido um ano de muitas volatilidades e algumas incertezas, reflexos direto da guerra e da eleição presidencial, a Fundação conseguiu se manter no jogo. “A carteira da CELOS vem sendo remodelada desde 2015 e hoje podemos dizer que temos uma estrutura de investimentos muito adequada à nossa natureza previdenciária. Montada com investimentos de baixa exposição à riscos, que nos permitem passar por períodos de instabilidade com mais segurança e uma certa tranquilidade”, explica Claudino.

WhatsApp chat