Criançada planta e colhe em creche da rede municipal da Capital

Compartilhe

Frutas e verduras fazem parte da alimentação do Neim Poeta João da Cruz e Sousa

No Neim Poeta João da Cruz e Sousa, localizado no bairro Areias do Campeche, em Florianópolis, a horta que tem o apelido de “tatu bola” tem feito muito sucesso com as 211 crianças da unidade da rede municipal de ensino.

O nome surgiu por causa dos insetos, queridos pelas crianças e motivo de brincadeiras no parque.

Praticamente todos os grupos têm seu próprio canteiro, onde estão saladas, verduras, hortaliças e temperos. A produção especial do momento tem sido couve, brócolis chinês, cenoura, beterraba, há sempre alface, cebolinha e salsinha.

Há um quadro de organização, feito para que os pequenos tenham os cuidados com a plantação, com um grupo fazendo a rega pela manhã e outro ao fim da tarde. Apesar de cada grupo ter o seu canteiro, o cuidado do espaço é coletivo.

A horta começou a ser construída junto ao espaço do parque. Acima de tudo a ideia era de que deveriam ter livre acesso ao local sempre que quisessem.

A alimentação escolar utiliza os produtos colhidos na horta. A diretora Manuela Catarina Gomes, conta que as cozinheiras usam principalmente os temperos. “Muitas vezes as crianças perguntam para elas se estão precisando, colhem e entregam na cozinha”, completa ela.

A horta

A horta é parte do cotidiano, tem um pé de acerola bem no meio, onde dá para comer as frutas quando é época. Elas podem brincar nos canteiros, observar os insetos, além de plantar, cuidar, reger, colher e às vezes levar para casa.

A unidade está começando a própria composteira de tipo leira, com o uso das cascas produzidas na unidade e feita com grama cortada e as folhas varridas no parque e bosque.

“Ter este espaço para ser explorado com essas atividades com certeza é um diferencial na forma que educamos as futura gerações, sempre trazendo uma didática alternativa e divertida”. Conforme afirma o secretário de Educação Maurício Fernandes Pereira.

WhatsApp chat