Coral de crianças e adolescentes indígenas faz apresentação gratuita em Florianópolis

Compartilhe

Grupo da Aldeia Tekoá Vya, de Major Gercino, vai visitar a exposição Yvyrupá Território do fotógrafo Radilson Carlos Gomes no MIS/SC       

A convite do fotógrafo Radilson Carlos Gomes o Coral Guarani Mbora’i vy’a da Aldeia Tekoá, que fica na cidade de Major Gercino, vem para Florianópolis no sábado, 2 de julho. Além de visitar a exposição Yvyrupá Território: Retratos e Relatos dos Povos Indígenas em Santa Catarina, que traz mais de 120 fotografias no formato 3×4 captadas por com uma Câmera Fotográfica Artesanal Lambe-Lambe, o grupo irá fazer uma apresentação gratuita a partir das 15h.

Sendo assim, a ação será no Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC), em Florianópolis.

Formado por crianças e adolescentes em 2018, o Coral Mbora’i vy’a – significa canto com alegria – e alguns deles podem ser vistos no projeto de autoria de Radilson e que foi contemplado pelo Prêmio Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura, promovido pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC) em 2020, com o 1º lugar na categoria Povos Indígenas, e conta com apoio do MIS/SC e da SóClick.

Acima de tudo, a entrada na exposição é grátis de terça-feira a domingo, das 10h às 21h, até o dia 17 de julho. O MIS/SC, fica no Centro Integrado de Cultura (CIC), na Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600, bairro Agronômica, em Florianópolis.

Artesanato indígena

Foto: Luila Vomero

Também no sábado, dia 2, os indígenas da aldeia Guarani vão apresentar artesanatos produzidos por eles. Portanto, são acessórios feitos com miçangas, sementes, penas, esculturas de madeira, como bichinhos da Mata Atlântica, cachimbos (Petyngua), chocalhos (Maracás), balaios e cestarias.

 “Quem quiser pode contribuir e fazer a doação de agasalhos ou de alimentos não-perecíveis. A coleta será feita no sábado, dia 2, e o que for arrecadado será entregue para os indígenas”, conforme conta Radilson.

WhatsApp chat