Confira da 3ª etapa do Rolê no Morro da Mariquinha.

Compartilhe

Cidades Invisíveis em parceria com o Street Art Tour apresentou pinturas de murais no Rolê da Mariquinha, viabilizou mais de 20 novas obras, além de oferecer oficinas para a comunidade

A terceira etapa do projeto Galeria de Arte – Morro da Mariquinha, realizado pelo Cidades Invisíveis, que ocorreu no fim de semana, foi mais um sucesso. Na sexta e no sábado, teve o Rolê da Mariquinha, um passeio guiado pelo líder comunitário Alex Correia, que apresentou as pinturas nos muros e paredões do bairro para os visitantes. No primeiro dia, os estudantes da escola de Educação Básica Padre Anchieta puderam apreciar as  obras de arte, e no sábado foi a vez dos visitantes, que se inscreveram previamente, fazer o tour pela comunidade. 

“Foi muito gratificante ver a reação de quem esteve presente. Esperamos que esta visita tenha dado um pouco mais de conhecimento sobre a nossa comunidade e que possa inspirá-los a seguir o caminho das artes. Quem sabe, daqui a um tempo, um deles participará do evento, não como visitante, mas sim pintando as paredes do Morro da Mariquinha”, afirma Alex Correia. 

No mesmo fim de semana, mais obras de arte foram pintadas nos murais da comunidade por 20 artistas: Myke, BBel, Luid, Gume, Quatrolho, B.Mina, Vaso, Dino, VG CARAS, Julia Rodrigues, Resk12, Parte, OnosE, Marcelo Barnero, Titi, Guime, CIDART, Augustin de Lassus e LAIDIO, além de Cauê Toledo, Igor Gôri, Sirius, Magoo Olocausto, Shar, Chee, Fuego e VLR, que participaram de forma independente. O movimento tem como meta colocar a comunidade entre as quatro principais galerias de arte urbana no Brasil. A iniciativa é realizada em parceria com o projeto Street Art Tour, com o objetivo de reforçar a importância e a relevância da linguagem artística como expressão cultural e identitária, por meio de um trabalho conjunto entre artistas, poder público e iniciativa privada. 

Oficinas de arte.

Além do Rolê da Mariquinha e das novas pinturas, também houve oficinas de artes de aquarela com Titi Bertol e de papel machê biscuit com Emily Stranha. Para o idealizador do Cidades Invisíveis, Samuel Santos, a terceira etapa da Galeria de Arte – Morro da Mariquinha exibiu aos visitantes uma expressão cultural de qualidade a céu aberto e proporcionou, às pessoas que vivem no Morro da Mariquinha, cursos artísticos. “Estamos muito contentes no retorno que recebemos tanto das pessoas da comunidade que puderam participar das oficinas como também daqueles que nos visitaram para poder admirar as pinturas nos muros feitas por renomados artistas urbanos”, comenta.

Essa é a 2ª edição do projeto Galeria de Arte – Morro da Mariquinha, que conclui a quarta etapa entre os dias 18 a 20 de novembro.

Ao todo serão realizadas 80 novas artes na comunidade e, em 2023, será apresentado um documentário sobre as ações realizadas. A mobilização da Galeria de Arte – Morro da Mariquinha é uma realização do Cidade Invisíveis, produção Street Art Tour, apoio cultural: Cassol, Casas da Água, Jb3 e LK Design Hotel. Apoio: Harmônica, Studio de Ideias, Tintas Coral, Contente Mkt Digital e patrocínio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Florianópolis, Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes, Prefeitura Municipal de Florianópolis. 

Créditos: Rafael Cunha Fotografia

WhatsApp chat