Como fazer coleta e descarte domiciliar de caramujos africanos

Compartilhe

Caramujo Africano, molusco típico do verão.

A estação mais quente do ano aumenta a ocorrência de alguns animais típicos dessas época, um deles é o caramujo africano.

O molusco pode ser coletado em casa seguindo todas as orientações do Centro de Controle de Zoonoses da Prefeitura de Florianópolis.

Contudo, há duas maneiras de fazer o descarte, pela queima ou pela coleta com água sanitária.

Nas casas onde houver a presença de caramujos africanos recomenda-se que o morador faça sempre coletas para o controle.

Dessa forma, a opção é no início ou no fim do dia, optando pelos períodos após chuva, quando esses caramujos são vistos em maior quantidade.

Como coletar caramujos

Devem-se coletar os exemplares colocando-os em um recipiente de metal ou de barro e queimá-los de forma controlada com fogo persistente.

Posteriormente, depois de frio, devem-se quebrar as conchas e enterrar no solo de forma a não servirem de criadouros para mosquitos, como o Aedes aegypti, mosquito transmissor da Dengue.

É importante frisar que não se recomenda o uso de moluscicidas. Esses produtos são muito tóxicos e podem causar a morte acidental de animais domésticos e silvestres.

O descarte com água sanitária deve seguir alguns passos. É preciso, em um balde, diluir uma colher de sopa de água sanitária em um litro de água conforme a quantidade de caramujos coletados. 

Sendo assim, ponha os caramujos dentro de uma sacola, para isso utilize luvas.

Após a colocação dos caramujos na sacola com furos é preciso fechar com um nó em sua extremidade e colocá-la no balde reservado com a solução de água sanitária e manter os caramujos imersos por 24h.

Após essa imersão o cidadão deve retirar a sacola do balde, escorrendo a água por completo e colocar em outro saco sem furos fechando-a. Depois destes procedimentos a sacola com os caramujos vai para coleta domiciliar e a água dispensada na rede de esgoto sanitário.

Em casos de contato com caramujos africanos, ou com seu muco, basta lavar bem a área com água e sabão.

Quando acionar a Prefeitura.

Se houver infestações, a população deve entrar em contato com a Ouvidoria através do site www.pmf.sc.gov.br e efetuar uma reclamação, assim como é possível também ligar diretamente para o Centro de Controle de Zoonoses no número: 3236-1962.

O Centro de Controle de Zoonoses possui também um número para emergências com febre amarela e raiva no (48) 991840384 das 7h às 19h todos os dias da semana.

Por fim, via telefone, que também é WhatsApp, é possível informar ainda quando a população encontra algum macaco morto.

Luke nelson

Luke nelson

Jornalista, redator e editor esportivo

WhatsApp chat