Prefeitura de Gaspar amplia coleta de óleo de cozinha

Compartilhe

A Prefeitura de Gaspar, através do SEMAE (Serviço autônomo de água e esgoto) desenvolve uma ação para a destinação correta dos materiais recicláveis no município, como papel, plástico e papelão, e agora disponibiliza dois pontos de coleta de óleo de cozinha.

Dessa forma, a população pode contribui com o meio ambiente e ajudar Gaspar a ser cada vez mais uma cidade amiga da natureza com um ato simples: encaminhar o óleo usado para a reciclagem.

Os dois novos pontos de coleta ficam situados no Bairro Santa Terezinha, na sede do SAMAE, no Belchior e na superintendência do Distrito. “O Samae orienta que pra realizar o descarte, o morador deverá levar o óleo usado em recipientes vedados, como garrafas pet de refrigerante, e deixar nos locais citados. Nós, em parceria como uma empresa especializada, iremos realizar a destinação correta deste material”, explica José Hilário Melato, diretor-presidente do SAMAE.

Todo óleo que é recolhido, seja em pontos de coleta ou em ações educativas e mutirões, é repassado a uma empresa especializada que faz a reciclagem deste material. Esta empresa já recolhe o material em pontos comerciais e restaurantes. “Mesmo não sendo de responsabilidade do poder público, a administração do município entende que devemos dar a nossa contribuição para a sustentabilidade do município. Iniciamos com dois postos de coleta, mas a intenção é ampliar estes locais chegando a 100% da cobertura da cidade.”, reforça Melato.

Para o descarte correto, a pessoa deve se dirigir aos postos de coleta do município do SAMAE, ou em pontos comerciais que façam essa destinação, com o óleo usado acomodado em recipientes propícios para tal finalidade. Mesmo com os pontos de coleta fixos. A SAMAE disponibiliza um número de contato para dúvidas 3332-1155.

Como descartar corretamente o seu óleo de cozinha usado

O primeiro passo, já com o óleo frio, é peneirar todo o conteúdo para tirar os resquícios de comida, e outros materiais, que ainda podem estar misturado ao líquido. Este processo pode ser realizado com uma peneira, ou até mesmo com um tecido.

Com o óleo peneirado, chegou o momento de colocar o material em um recipiente que possa ser vedado, como por exemplo, uma garrafa PET. Lembre-se de usar um funil para facilitar este processo. Ao terminar, feche bem a garrafa e limpe a parte externa, isso evitará odores e insetos.Pronto, agora é só levar as óleo usado para os pontos de coleta. Com o descarte correto, o óleo que poderia poluir rios e mananciais será reciclado, podendo ser reaproveitado como sabão e outros subprodutos. Um pequeno gesto que todos podemos fazer para contribuir com o meio ambiente que vivemos.

Um litro de óleo despejado nos rios polui até um milhão de litros de água, aumento os custos de tratamento;• O óleo contamina o solo e o lençol freático e também o impermeabiliza, causando enchentes;• Na água, forma uma película superficial, altera o pH e diminui o oxigênio, provocando a morte de plantas e animais aquáticos;• No solo, causa a impermeabilização das raízes das plantas, impedindo a absorção de nutrientes;• Causa entupimentos nas tubulações da rede de esgoto, incrementando em até 45% o custo do tratamento do esgoto.

Sandro Abecassis

Publicitário, radialista, pós graduado em educação inclusiva e gestão executiva de projetos.

WhatsApp chat