Cidades Invisíveis fecha parceria com Pátio Milano para estimular a cultura da periferia de Florianópolis

Compartilhe

Espaço no empreendimento será utilizado para desenvolver ações sociais e culturais, além das coleções de moda do projeto

A partir deste ano, o Projeto Cidades Invisíveis inicia um trabalho junto ao Pátio Milano em ações de responsabilidade social que incentivem a cultura periférica de Florianópolis, com uma loja no local. A parceria foi efetivada com a assinatura do contrato na última quinta-feira (3) pelo fundador do projeto, Samuel dos Santos, e a diretora de Produtos da Milano Incorporadora, Eduarda Tonietto.

A loja irá disponibilizar peças das coleções de moda e terá um calendário de exposições e apresentações realizadas com artistas periféricos da cidade. “O intuito é dar luz a tanta gente que precisa ter oportunidades para se apresentar em locais como este”, conforme conta Samuel dos Santos, fundador do Projeto.

Considerando a importância do Cidades Invisíveis em seu papel de trazer visibilidade a artistas e projetos dentro de comunidades da Grande Florianópolis, Rio de Janeiro, São Paulo e Bahia, a parceria vem para fortalecer o estímulo do desenvolvimento social e cultural das comunidades vulneráveis da capital. Inspirada nos estilos de vida das metrópoles contemporâneas, o Pátio Milano teve idealização para ser um ambiente de convivência, lazer, comércio, eventos e circulação para dar equilíbrio a uma vida prática e conectada com o mundo.

Sobre o projeto Cidades Invisíveis

Diretora de Produtos da Milano Incorporadora, Eduarda Tonietto e Fundador do Projeto Cidades Invisíveis, Samuel dos Santos

Somos uma marca. Um propósito. Um projeto. Um negócio social. Somos a concretização de um sonho, de um outro mundo possível. Nossos produtos têm alma e propósito. São um elogio à arte, como tentativa de mudar vidas a partir da comercialização deles, e um estímulo à nossa capacidade de transformá-las.

Sendo assim, cada um tem uma história, uma narrativa daquilo que somos e o que podemos ser como sociedade. Desenvolvendo arte para um mundo melhor. Artistas que se dedicam com amor para transformar realidades sociais. Queremos, literalmente, vestir uma nova forma de enxergar nosso mundo. Acima de tudo, estender o olhar para o outro. Porque o outro também somos nós.

Por fim, nossa marca social – que é um novo conceito organizacional – busca a geração e distribuição de lucros de maneira igualitária e justa os envolvidos.

WhatsApp chat