Aposentadoria: por que é preciso se preparar?

Compartilhe

Especialistas dão dicas que vão te ajudar a organizar o orçamento desde agora

Uma pesquisa divulgada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostrou que 8 em cada 10 brasileiros (78%) não se preparam para a hora da aposentadoria.

Só que pensar a longo prazo é extremamente importante para garantir uma vida mais tranquila no futuro. E, assim, poder aproveitar a terceira idade com estabilidade financeira. Sem um bom preparo, pode não ser possível manter o seu estilo de vida nessa fase.

Mas não esqueça que se organizar para esse momento não consiste apenas em pagar a previdência todo mês e deixar isso para lá. Principalmente porque sabemos que o valor dos salários pagos pela Previdência Social, muitas vezes, é menor do que o valor recebido durante a carreira.

Para te ajudar nesse processo, os especialistas da Fundação CELOS, Gilmar Barbosa, Mirian Corrêa da Silva e Bibiana da Rosa Araneda, irão comandar uma webinar sobre aposentadoria, no dia 18 de janeiro, a partir das 10h. A transmissão será disponibilizada posteriormente pelo Canal da entidade no Youtube.

Mas antes disso, você já pode conferir algumas dicas do trio:

Comece o quanto antes

Quanto mais cedo iniciar a acumulação para aposentadoria, menor será o esforço no longo prazo, e mais a rentabilidade trabalhará a seu favor. Analise suas despesas fixas e variáveis e faça um comparativo com sua expectativa de rendimentos como aposentados.

Os rendimentos que devem ser levados em conta são: benefício do INSS, benefício da Previdência complementar e outras rendas, caso possua. Se esse valor for inferior às suas despesas, comece desde agora a fazer um reforço na sua previdência complementar.

Equilíbrio financeiro

É importante que ao se aposentar a pessoa esteja preparada e equilibrada para administrar suas despesas. Alguns gastos podem surgir inesperadamente, principalmente quando se trata de saúde. Esteja preparado para guardar uma reserva financeira para atender essas eventualidades.

Planeje-se

Qual renda você quer ter no futuro? Estipular uma meta, manter contribuições compatíveis com a renda projetada, acompanhar a evolução das suas reservas e, se necessário fazer aportes de contribuições voluntárias, farão você alcançar a estabilidade financeira que almeja.

Poupar e investir é uma necessidade

Não dependa exclusivamente do valor pago pelo benefício da previdência social (INSS), pois ele pode ser insuficiente. Poupe um percentual do salário para realizar investimentos de longo prazo. A previdência complementar é perfeita opção para o perfil conservador e é classificada como de baixo risco.

Aproveite os incentivos fiscais

Na fase de acumulação não há incidência tributária. Além disso, quem declara o Imposto de Renda pelo modelo completo, pode deduzir até 12% da sua renda bruta anual da base de cálculo, com os valores que contribuíram ao plano. Assim é possível economizar no IR e investir para o futuro.